Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 27 de Setembro de 2021

Geral

Sete praticantes de tiro esportivo de Sinop recebem bolsa atleta

Cada um recebe R$925,00 mensais

Programa Federal | 26 de Maio de 2021 as 16h 10min
Fonte: Geovanna Klaus

Foto: Facebook Associação de Tiro Sinop

Sete atletas sinopenses foram comtemplados com o programa Bolsa Atleta Federal, no edital 2020/2021. Silvio Romeu de Paula Machado, Cintia Rita Alencar de Souza, Cleber Rufatto, Evaldo Adriano de Oliveira, Fernando Jose Zanchette, Lair Jose de Marchi e Roselene de Marchi, são os bolsistas. Todos eles são praticantes de tiro esportivo nacional.

Para conseguir a Bolsa Atleta Nacional é preciso estar vinculado a uma entidade de prática desportiva (clube), ter filiação à entidade de administração da sua modalidade, ter participado de competição que integrem o ranking nacional da modalidade, obtendo, em qualquer caso, até a terceira colocação, e continuar treinando para futuras competições oficiais nacionais.

Cada um recebe R$925,00 mensais e para Lair de Marchi, esse valor ajuda na compra de cartuchos. Segundo ele, cada munição custa R$3. “Se torna difícil treinar, o imposto no Mato Grosso é muito caro, temos que tirar dinheiro do bolso também, para fazer nossos treinamentos”, explica Lair.

Lair de Marchi é competidor há mais de 10 anos e atualmente é presidente da Associação de Tiro Sinop (ATS). É campeão brasileiro de tiro esportivo na modalidade Trap Americano 200, também ganhou competições estaduais e no ano passado participou de uma mundial, que aconteceu nos Estados Unidos, onde o sinopense, Adilson Luiz Lemanski, ganhou em primeiro lugar.

“Hoje a associação de tiros de Sinop é um dos maiores clubes do Brasil, Sinop é um berço do tiro, nós temos sete atletas que recebem a bolsa porque são pessoas dedicadas, que gostam do esporte. A associação também apoia toda a área de segurança pública de Sinop e região, policiais federais, civis, militares, Corpo de Bombeiros, Agentes Prisionais, todos treinam no clube”, disse Lair.

Durante a pandemia, Lair e sua esposa Roselene de Marchi, ficaram dias sem competir, a última prova que participaram ocorreu no final de 2020. “Teve algumas dificuldades, muitas regras, recomendações, então não foi um evento a todo vapor, mas foi bacana”, relatou Lair. Segundo eles, as idas ao clube ajudam, para não ficarem 100% parado.

Nos dias 3, 4 e 5 de junho, Sinop terá a etapa regional de Tiro ao Prato, o evento é sediado pela Associação de Tiro Sinop – ATS.