Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 28 de Setembro de 2021

Geral

Promotor de MT internado em São Paulo morre por Covid-19

Mais mortes | 16 de Abril de 2021 as 15h 25min
Fonte: Redação

O promotor público do Estado de Mato Grosso, Célio Joubert Fúrio, de 56 anos, engrossa as estatísticas do número de mortos pela Covid-19. Ele morreu na manhã desta sexta-feira (16), em um hospital de São Paulo, onde estava internado.

Conhecido por sua atuação na defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, Célio Fúrio deixa esposa e dois filhos.

“Estamos profundamente abalados e tristes com a perda do nosso colega e amigo Célio Fúrio. O momento é de dor, de luto e de muita tristeza. Vivemos uma situação de pandemia muito difícil. Que tenhamos fé e esperança por dias melhores e sabedoria para lidarmos com tantas perdas”, destacou o procurador-geral de Justiça José Antônio Borges Pereira.

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes externaram as condolências aos familiares e amigos do promotor. “Era um zelador incansável na defesa das boas práticas na administração pública e do combate à corrupção. Seu cuidado inspirava para a boa gestão do dinheiro público e tenho certeza de que deixa sua contribuição para que todos os gestores façam o uso correto dos recursos”, disse o governador.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, destacou o profissional e cidadão respeitado não apenas pelos colegas do Ministério Público, mas também por todos os que o conheciam.

“Lamento muito essa perda, pois Célio Fúrio foi um homem extremamente dedicado na defesa do direito do cidadão mato-grossense. Era um homem que reconhecia seus equívocos e essa era sua maior grandeza. Uma pessoa honrada e que fará muita falta ao Estado, principalmente, por sua atuação no combate à corrupção”, afirmou.

O promotor de Justiça Célio Fúrio ingressou no Ministério Público do Estado de Mato Grosso em 1992. Atuou nas comarcas de Água Boa, Tangará da Serra, Rondonópolis, Várzea Grande e em Cuiabá. Na capital, possui relevantes serviços prestados no combate à improbidade administrativa.