Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 01 de Julho de 2022

Menu

Geral

Presidente da CDL Sinop, Marcos Alves recebe homenagem na Assembleia Legislativa

Reconhecimento | 17 de Dezembro de 2021 as 07h 35min
Fonte: Julio Tabile - Comunicação CDL

Foto: Assessoria CDL Sinop

Em solenidade especial realizada nesta quarta-feira (15), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Marcos Antonio Alves, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sinop, recebeu o título de cidadão Mato-grossense. Marcos também é vice-presidente da Federação das CDLs de Mato Grosso.

“Uma justa homenagem para aquelas pessoas do comércio mato-grossense, que lutaram pela manutenção do trabalho e portas abertas, tão necessário para economia, durante a Pandemia”, comentou o deputado do PV Faissal Calil, autor do projeto, que também homenageou pessoas da área da saúde e segurança pública, com comendas.

Foram entregues 25 títulos de cidadãos mato-grossenses, 9 comendas e 11 moções de aplausos.

Sete pessoas ligadas a FCDL-MT foram condecoradas. O diretor da FCDL, Ozair Bezerra recebeu moção de aplauso.

“São 17 anos trabalhando pela CDL Sinop e também fazendo parte da Federação. Sinto-me um mato-grossense de coração, minha família está aqui há muito tempo e com este título de cidadão, confirma que agora faço parte legitimamente deste estado”, comentou Marcos Alves.

 

Perfil

Eleito presidente da maior entidade representativa do setor lojista do interior do Estado, o empresário Marcos Antonio Alves se tornou um símbolo de luta e dedicação ao associativismo.

Prestes a concluir o segundo ano de mandato, ele terá mais um ano pela frente. O estatuto foi formatado devido ao momento de pandemia e para balizar o novo formato, foi acrescido um ano a esta gestão e, a partir de 2023, o mandato será de três anos e não haverá reeleição.

“Entrei para a CDL em meados de 2005, a convite do então presidente Afonso Teschima Junior e do diretor Fernando Assunção. De lá pra cá minha participação na diretoria foi consecutiva. Fui tesoureiro duas vezes, depois vice-presidente e agora ocupando a cadeira de presidente. Então procurei fazer uma história bonita aqui”, comentou.

Os últimos dois anos foram turbulentos no mundo todo. Sinop se preparou e conseguiu sobreviver a este devastador vírus que assolou o planeta. Marcos lembra que partiu da CDL, o movimento para que o comércio não fechasse as portas, quando muitos pregavam o fique em casa e fecha tudo.

“A grande conquista foi ter mantido o comércio aberto durante a Pandemia. Discutimos com o poder público, o judiciário a cada decreto editado. Foi através do diálogo, da conscientização dos empresários de seguir os protocolos de segurança, que evitamos que o comércio morresse. As empresas não fecharam as portas e não tivemos desempregados”, lembra.

No que se refere a estrutura física da CDL atualmente, Marcos reforça que suas metas foram atingidas também neste aspecto.

Uma reforma estrutural, como troca de caixas d’águas, rede de água e esgoto, que consumiu um bom investimento foram idealizados, por mais que a benfeitoria não fosse visível.

Em termos de ampliação, foi feito o saguão, reforma dos auditórios, construção do elevador e reforma do salão de festas.

De acordo com Marcos, a meta até o término do mandato é entregar uma CDL moderna, operacional para atendimento ao público, aos associados e um espaço prazeroso aos colaboradores.

“Começamos a obra de remodelagem da parte administrativa, será ampla. O prazo que temos para entregar é ainda neste segundo semestre e ficará digna da maior entidade do interior do estado, hoje com 1.680 associados, só perdendo para a CDL de Cuiabá”, lembrou.

As campanhas institucionais que a entidade realiza todo ano, para ajudar a fomentar as vendas no comércio é outra entidade que a CDL tem orgulho de estampar no serviço prestado em Sinop.

“Colaboramos muito com a sociedade. Antes realizávamos somente a grande campanha de Natal, hoje temos um combo, com cinco; Páscoa, Sonho de Mãe, Sonho de Pai, Sonho de Criança e Sonho de Natal, além de participação em ações da FCDL-MT e CNDL, como Dia Livre de Impostos, Líquida Sinop.

“Em cada campanha institucional ajudamos também entidades beneficentes, doando dinheiro. Então este também é nosso papel social”, reforçou.

 

De empacotador em supermercado, a empresário bem sucedido

Com 47 anos, o paranaense natural Alto Piquiri construiu a vida e uma linda história em terras mato-grossenses.

Filho de Silvano (in memoria) e Dona Sebastiana, a família de Marcos rumou para Mato Grosso em busca de progresso. O pai dele adquiriu uma propriedade da região de Colíder. Foi onde o casal e os três filhos, Marcos, Simone e Silvio cresceram.

Marcos lembra que o primeiro emprego dele, em 1991, então com 14 anos, foi de empacotador no supermercado Dinabrás, em Colíder, cujo dono era Seu Cláudio.

Depois, passou no concurso na prefeitura daquele município, como auxiliar administrativo. Tinha 17 anos e decidiu concluir os estudos no ensino médio como técnico em contabilidade, em Ribeirão Preto-SP.

Pouco tempo depois, retornou a Mato Grosso, se formou em Administração e começou a empreender no mundo dos negócios. Em 1996 abriu uma empresa de Piscinas, a Hidroline, onde foi sócio até pouco tempo. Acabou vendendo a loja e passou a investir no segmento Imobiliário e da construção civil.

Hoje administra a Cita Empreendimento. Tem uma ligação muito forte com o irmão Silvio e a irmã Simone.

É casado com Mayra Ponconi e tem dois filhos do primeiro casamento, Eduardo e Murilo.

“Meu pai é a maior referência. O legado que ele nos deixou foi ter sido um ótimo pai, com muitos amigos, era querido, tinha uma conduta idônea, conquistou credibilidade nos negócios e eu procuro passar para os meus filhos”, afirmou.

Além de completar 17 anos à frente da CDL, Marcos Alves também conquistou algo inédito dentro da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso, é o primeiro vice-presidente representando o interior do Estado na FCDL-MT, com mais de 30 anos de história.

Uma das lutas que tem defendido dentro da Federação é a mobilização junto às forças políticas no estado, para a redução tributária.

“Sou apaixonado pelo Associativismo, tanto que ajudei a fundar O Sicoob Norte, onde sou vice-presidente, agência 100% sinopense e que também nasceu através de reuniões dentro da CDL Sinop”, lembra.

Visionário, Marcos finaliza a entrevista especial  lembrando da cidade. Sinop é um município pujante, acima da média nacional. Lembra que é preciso estar antenado e acompanhar a evolução tecnológica estrutural, e investir em modernidade.

“É essencial para que possamos nos destacar ainda mais economicamente. As referências de setores como saúde, educação, negócios fazem de Sinop um pólo. Vamos continuar cobrando o poder público para que as coisas andem acompanhando o que os empresários têm feito”, concluiu.