Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Terça Feira 28 de Setembro de 2021

Geral

Presidente da CDL cobra maior policiamento no setor comercial para coibir arrombamentos

Segurança | 09 de Agosto de 2021 as 17h 21min
Fonte: Julio Tabile - Comunicação CDL

Foto: Assessoria CDL Sinop

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, Marco Antonio Alves esteve reunido com o comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar, Ten Cel PM Pedro Miguel de Sousa e encaminhou ofício solicitando reforço na segurança na área comercial da cidade.

A preocupação do gestor cedelista é com o aumento no número de ocorrências de arrombamentos de lojas, furtos e assaltos registrados nos últimos meses em Sinop.

“A polícia vem fazendo seu trabalho, mas sentimos há necessidade de ter mais ações na área comercial. Sinop a cada dia recebe pessoas de várias cidades, infelizmente junto a este grupo vem pessoas mal-intencionadas, que geram prejuízos e insegurança a nossa comunidade. Precisamos mobilizar nossas forças policiais para coibir essa violência”, argumentou Alves.

De acordo com o Tenente-Coronel Pedro, a PM irá priorizar o policiamento da área central com o grupamento de motos, que são mais ágeis no trânsito intenso.

“A Polícia Militar recebeu esta solicitação da CDL e vamos fazer o levantamento de todas estas ocorrências, com estudo de pontos específicos. A partir daí faremos o emprego do policiamento, principalmente em horários específicos. A polícia já vem fazendo um serviço ostensivo, checando a ficha de indivíduos que circulam nas ruas. Os que são flagrados em delitos e os que tem mandados em aberto são conduzidos à delegacia”, explicou.

Ainda conforme o militar, o perfil dos infratores, na maioria é de usuários de entorpecentes.

“A maioria é usuário, são pessoas oriundas de outras cidades que acabam cometendo estes delitos para manter o vício. Mas a Polícia Militar está atenta e vai estar mais ainda com trabalho ostensivo nesta região comercial”, disse.

Conforme Marcos Alves além da Polícia Militar a CDL estará contatando a Polícia Civil e lideranças políticas para cobrar do governo do Estado mais efetivo para Sinop.