Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sexta Feira 23 de Fevereiro de 2024

Menu

Preço do leite

Preço do leite pago ao produtor em MT volta à normalidade após recordes em 2022

A queda nos preços do leite está relacionada à maior oferta interna de lácteos

Geral | 11 de Dezembro de 2023 as 08h 21min
Fonte: O documento

Foto: Divulgação

Após recordes históricos em 2022, desde junho de 2023 o preço do leite pago ao produtor está retornando à normalidade observada nos últimos oito anos. Esta é a quinta baixa seguida e o preço do leite captado em outubro de 2023 ficou em R$ 1,90/litro na média em Mato Grosso e 1,75% menor que a de setembro. Em relação a outubro de 2022, a redução foi de 24,63%. Entre janeiro e maio deste ano, os preços do leite alcançaram os patamares mais elevados desde 2015.

A queda nos preços do leite está relacionada à maior oferta interna de lácteos, devido ao aumento da produção e das importações brasileiras. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a tendência é que os preços se aproximem da média dos últimos oito anos no estado, que em outubro de 2023 foi de R$ 1,86 por litro. A expectativa é que essa situação se mantenha em novembro e dezembro, com o aumento da produção no período chuvoso.

Por outro lado, os produtores de leite têm se beneficiado da queda nos preços do milho, principal insumo da pecuária leiteira. O milho disponível (Imea) ficou cotado a R$ 34,98 por saca em novembro de 2023, 0,60% menor que em outubro e 46,39% menor que em novembro de 2022. Com isso, a relação de troca entre o leite e o milho melhorou para os produtores de leite em novembro, sendo necessários 18,44 litros de leite para comprar uma saca de milho, 25,59% menos que em novembro de 2022.

“Essa vantagem pode ser revertida nos próximos meses, caso os preços do milho sejam impulsionados pela crescente exportação do cereal pelo estado. Além disso, a pressão sobre os preços do leite deve continuar diante do aumento da oferta no mercado interno. Assim, os produtores de leite devem ficar atentos às conjunturas que podem afetar a rentabilidade do setor”, diz o Imea no boletim mensal sobre a pecuária leiteira.