Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 01 de Março de 2024

Menu

Em investigação

Padrasto é preso suspeito de torturar enteado de 11 anos após a morte da mãe em MT

Agressões começaram há dois meses e ocorrem quando o suspeito ingere bebidas alcoólicas, segundo a polícia

Geral | 02 de Agosto de 2023 as 06h 57min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Divulgação

Um homem de 36 anos foi preso preventivamente, nessa segunda-feira (31), suspeito de torturar o enteado de 11 anos após a morte da mãe em Tangará da Serra, de acordo com a Polícia Civil.

A polícia começou a investigar o caso no dia 23 de julho deste ano, depois que a equipe da Delegacia da Mulher da cidade foi acionada pelo Conselho Tutelar. A denúncia dizia que uma criança estava sendo constantemente agredida pelo padrasto. Por conta disso, ele nem estava indo à escola.

O menino foi encontrado pela polícia com vários ferimentos nas costas após apanhar com um cabo de energia.

A polícia disse que as agressões começaram há cerca de dois meses depois que a mãe dele morreu. Os episódios de violência ocorrem quando o padrasto ingere bebida alcoólica, de acordo com a polícia.

A última agressão teria ocorrido porque o menino não quis beijar uma menina, conforme ordenado pelo padrasto.

A criança contou à polícia que tem medo de conviver com o suspeito. A polícia representou pela prisão dele, que foi deferida pela Justiça.