Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 16 de Abril de 2024

Menu

Infraestrutura

Novo traçado da BR-242 é apresentado ao presidente da Frelongi

DNIT trabalha com alternativa para rodovia passar sobre MTs 020 e 427

Geral | 12 de Março de 2024 as 10h 07min
Fonte: Redação

Foto: Divulgação

O diretor de Infraestrutura Rodoviária do Dnit, engenheiro Fábio Nunes apresentou ao senador e presidente da Frelongi, Wellington Fagundes (PL/MT) o novo traçado alternativo, para viabilizar os estudos ambientais e assim liberar as obras da BR-242. A escolha dessa nova rota no trecho entre Santiago do Norte a Gaúcha do Norte, saiu depois de uma reunião com os indígenas daquela região no final do ano passado, já que há mais de seis anos existe este imbróglio no estudo de viabilidade ambiental da rodovia.

Essa escolha da alternativa locacional feita pelo DNIT e IBAMA envolve considerações como acessibilidade, custos, infraestrutura, impactos ambientais e sociais, terras indígenas, entre outros fatores. “Este novo traçado vem para facilitar a licença ambiental. Por isso agora, vamos bater na porta do Ibama, a fim de pedir agilidade na condução deste pedido do Dnit”, afirma o senador.

Fagundes esteve acompanhado no Departamento Nacional de Infraestrutura, do presidente da Comissão Permanente Pró 242, Odir Nicolodi, que afirmou ter sido positiva a reunião. “Neste novo traçado foi feito tudo o que Alto Xingu pediu, inclusive um desvio na caverna que eu concordo que nós temos que obedecer e respeitar. Esse desvio foi planejado há muito tempo atrás”, diz o presidente da Comissão.

Odir Nicolodi “Caçula” diz que conta com ajuda do senador Wellington Fagundes para os próximos passos, tendo em vista a atuação do parlamentar que é antiga, desde quando deputado federal, em que Fagundes alocou recursos para que saísse a pavimentação de Santiago do Norte  até a BR-163.

Saindo esta liberação do novo traçado por parte do Ibama, focaremos nos 100 Km de estrada interligando Gaúcha do norte e depois vamos ver a situação do pavimento chegar em Canarana, tendo em vista que o Dnit já está projetando no mapa a ligação entre Gaúcha do Norte e a MT- 020, para depois ligar Canarana que já está asfaltada até a BR-158”, justifica Caçula.

O senador Wellington Fagundes que também é presidente da Frenlogi (Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura) diz que esta luta pela BR-242 é mais do que necessária, pois a estrada faz parte do complexo logístico para escoar boa parte da safra do estado que segue para os portos do arco norte do país. “Além da 242, temos a construção da Fico (Ferrovia de Integração Centro Oeste) que já está em andamento e um dos trechos vai ligar a cidade de Mara Rosa em Goiás e Água Boa em Mato Grosso. Temos ainda a pavimentação da 158 e 080. As duas vão agilizar também no escoamento dos nossos produtos que seguem para os portos. É menos custo para toda a cadeia”, afirma o senador”.