Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Domingo 19 de Setembro de 2021

Geral

Nova Mutum determina toque de recolher por 14 dias

Decisão foi tomada após reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Novo Coronavírus que aconteceu nessa terça-feira (15).

Toque de recolher | 16 de Junho de 2021 as 08h 57min
Fonte: Portal MT News

Assessoria

A decisão foi tomada após reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Novo Coronavírus que aconteceu nessa terça-feira (15). A prefeitura informou que o novo decreto será publicado nesta quarta-feira (16) com todas as decisões adotadas pelo Comitê Municipal de Enfrentamento ao novo coronavírus. A medida vale por 14 dias e proíbe a circulação de pessoas e funcionamento de qualquer tipo de atividade das 23h às 5h, com exceção das funções consideradas essenciais como farmácias, indústrias de alimentos e segurança.

As medidas buscam dar mais segurança aos clientes e usuários, garantindo o controle da circulação do Covid-19 em Nova Mutum. como limitação do ambiente e espaçamento de 1,5 metro entre clientes.

Também ficou definida a proibição do consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos, distribuidoras de bebidas, padarias, mercados, mercearias e açougues. Eventos que causem aglomeração, como festas, eventos sociais, corporativos, empresariais, shows e outros, também estão proibidos no município. Apresentações com música ao vivo também estão proibidas.

Nos mercados e supermercados, a entrada fica limitada a uma pessoa por família. Além disso, a limitação é de 15 pessoas por caixa ativo. Restaurantes, lanchonetes e conveniências podem atender com no máximo 50% da capacidade e 1,5 metro entre mesas. Para igrejas não há limitação de percentual, mas o distanciamento é de 1,5 metro entre pessoas.

Em relação a Educação, nas escolas não haverá mudanças, já que não foram constatados focos de disseminação da doença. Neste período, a fiscalização também será intensificada.

Durante a coletiva, o prefeito Leandro Félix, salientou que a situação está crítica e saiu do controle.

“Acabamos de ter a reunião do comitê de enfrentamento, por conta dos números e infecções que estão tendo em nossa cidade. Tivemos um aumento significativo no número de casos, de internações, que tem nos preocupado”, disse.

 

De acordo com o prefeito, a sua administração tem feito diversos investimentos para combate da doença, como abertura de 30 leitos de enfermaria no Hospital Hilda Strenger Ribeiro e 15 de retaguarda no pronto atendimento, que passou a atender 24 horas por dia.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Sônia Ávila, o município está passando pelo seu pior momento desde o inicio da pandemia:

 

“Nunca chegamos ao ponto que estamos hoje, de não ter leitos para internar e ter pacientes no pronto atendimento aguardando”.

Todas as 30 enfermarias no Hilda estão lotadas e ainda há 11 pessoas em leitos do pronto atendimento, aguardando vagas no hospital.