Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sábado 18 de Maio de 2024

Menu

Norte Show

Mudança do clima e a qualidade da carne bovina são temas de palestras

Geral | 20 de Março de 2024 as 08h 45min
Fonte: Assessoria

Foto: Divulgação

A quebra da safra de grãos 2023/2024 em 15,6%, resultando numa colheita de 15 milhões de toneladas a menos do que na temporada passada tem levado muitos agricultores a se preocuparem com os impactos da mudança climática nas lavouras mato-grossenses nos próximos ciclos. A seca afetou o plantio da soja e o excesso de chuvas em algumas regiões atrasou a colheita e prejudicou as lavouras de milho de segunda safra. 

O último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apontou ainda que a produtividade da atual safra será 13,9% menor e com redução de 2% na área plantada impactando diretamente a soja, milho, feijão e girassol. 

O impacto climático será tratado em uma das palestras na Norte Show 2024, que será realizada de 16 a 19 de abril, no Parque de Exposições da Acrinorte, em Sinop. O pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril, Dr. Cornélio Zollin, vai apresentar a palestra “Como preparar a sua fazenda para conviver com as mudanças no clima?”, no dia 19 de abril, a partir das 13h30, no auditório Agroinsumos. 

No painel, ele vai apontar as alternativas de mitigação de danos com ferramentas agronômicas. O manejo de excelência do solo e o uso de informações do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) são fundamentais para reduzir os riscos de perdas.

No dia 17 de abril, às 13h30, o consultor Roberto Barcellos vai ministrar o painel “Carne de Qualidade ou Carne de Commodity? Tendências da Pecuária de Corte do Brasil”. Ele vai indicar aos pecuaristas os dois caminhos a seguir: ou produz carne de qualidade ou carne de baixo custo aos consumidores, ou seja, um mercado de boi “on demand”.

Para Barcellos, a pecuária vive uma nova era de padronizar o gado não apenas por fora, a carcaça, olhar a seleção genética, mas avaliar o animal para dentro com uso de tecnologia de ultrassom da carcaça buscando aumentar a produção de gado commodities e também para uma consistência maior para carne de qualidade. 

"É a pecuária de precisão. Mas hoje eu tenho uma grande despadronização por dentro e essa padronização por dentro vai me fazer mais eficiente se eu quiser ser um produtor de commodity ou mais consistente se eu quiser ter a excelência da carne de qualidade”.