Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sábado 18 de Maio de 2024

Menu

Produção de carne

MT lidera abate de bovinos em 2023, mas registra queda no abate de suínos e frangos

Mato Grosso se destacou com um aumento de 1,21 milhão de cabeças

Geral | 15 de Março de 2024 as 13h 31min
Fonte: PNB Online

Foto: Agência Brasil

Mato Grosso manteve sua posição de destaque no cenário nacional ao liderar o ranking das Unidades Federativas (UFs) no abate de bovinos em 2023, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (14.03). O estado registrou  participação de 17,4% no cenário nacional, seguido por Goiás com 10,4% e São Paulo com 10,1%.

No comparativo entre 2023 e 2022, houve um aumento significativo no abate de bovinos em todo o país, com um acréscimo de 4,11 milhões de cabeças. O crescimento foi impulsionado principalmente por aumentos em 21 das 27 Unidades da Federação. Mato Grosso se destacou com um aumento de 1,21 milhão de cabeças, seguido por Rondônia, Goiás, Pará, Minas Gerais, Bahia e Tocantins. O vizinho Mato Grosso do Sul registrou o pior resultado, uma queda de 29,66 mil cabeças.

Em contrapartida, Mato Grosso teve resultados negativos no abate de suínos, com uma redução de 126,92 mil cabeças em comparação com o ano anterior. Resultados negativos também foram observados em Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Rio Grande do Sul. Apesar disso, o abate de suínos teve um aumento nacional de 707,33 mil cabeças, com aumentos em nove das 24 Unidades da Federação participantes da pesquisa.

No segmento de abate de frangos, Mato Grosso também apresentou queda, com 5,86 milhões de cabeças a menos em 2023. Por outro lado, houve um aumento nacional de 172,35 milhões de cabeças, com crescimentos em 13 das 25 Unidades da Federação participantes da pesquisa.

A pesquisa também aponta que em 2023, a produção de ovos de galinha em todo o Brasil registrou um aumento de 2,7% em relação ao ano anterior, totalizando 4,21 bilhões de dúzias. O crescimento foi resultado do aumento de produção em 21 das 26 UFs com granjas enquadradas no universo da pesquisa, com destaque para Paraná, Goiás, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso.