Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 23 de Fevereiro de 2024

Menu

Imprudência

Motociclista sem CNH suspeito de atropelar e matar menino de 7 anos é indiciado em Sinop

Polícia confirmou que o homem estava alcoolizado enquanto realizava manobras perigosas com outro motociclista

Geral | 16 de Novembro de 2023 as 19h 59min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Reprodução

A Polícia Civil concluiu o inquérito e indiciou por homiicidio doloso (quando há intenção de matar) o motociclista suspeito de atropelar e matar um menino de 7 anos, no dia 2 de novembro, em SinopSegundo a Polícia Civil, o caso foi encaminhado ao Ministério Público para análise e denúncia.

A polícia informou que, no dia do crime, o suspeito foi preso em flagrante por homicídio culposo - quando não há intenção de matar. Mas, com a conclusão das investigações, o delegado Ugo Ângelo Reck Mendonça mudou a tipificação do crime por entender que o motociclista assumiu o risco de matar alguém.

O delegado explicou que, durante as investigações, foram encontrados elementos que fizeram mudar a tipificação penal do crime, sendo que o suspeito assumiu que ingeriu bebida alcoólica, estava trafegando na contramão e em alta velocidade.

De acordo com o delegado, o motociclista negou que estava praticando o racha, mas disse que os pés estavam levantados para trás no momento do acidente.

Ainda de acordo com a polícia, as imagens de uma câmera confirmaram que o suspeito e um amigo estavam praticando manobras radicais em alta velocidade e, conforme laudo da perícia, o motociclista atingiu uma velocidade de 70km/h em uma via na qual o máximo permitido é de 40 km/h. Ele também não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

 

Atropelamento e morte

A câmera de segurança de um estabelecimento da região mostra o momento em que o colega do suspeito passa primeiro e, em seguida, a criança é atropelada ao tentar atravessar a rua.

Após o acidente, o suspeito foi agredido por testemunhas. Devido às lesões e ferimentos, a polícia teve que encaminhar o motociclista até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Segundo o boletim de ocorrência, além de não possuir CNH, a moto estava com licenciamento vencido.