Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sábado 20 de Julho de 2024

Menu

Imposto de renda

Mesmo com correções, faixa de isenção da tabela do IRPF tem defasagem de 122%

Os dados atualizados consideram a inflação do mês de março e as correções realizadas pelo governo federal

Geral | 11 de Abril de 2024 as 15h 38min
Fonte: O tempo

Foto: Luis Lima Jr /Fotoarena/Folhapress

A faixa de isenção do Imposto de Renda foi ampliada pelo governo federal para contribuintes com renda de até dois salários mínimos (R$ 2.824). Isso fará com que 1,1 milhão de pessoas deixem de pagar o tributo, de acordo com cálculo do Sindifisco Nacional, que representa os auditores fiscais da Receita Federal. No entanto, segundo a Unafisco Nacional, que também representa os auditores fiscais da Receita, há ainda uma defasagem de 122% dentro da faixa de isenção.

Os dados atualizados consideram a inflação do mês de março e as correções realizadas pelo governo federal. Essa defasagem significativa, segundo a entidade, representa um sério impacto para os contribuintes que se encontram nesse patamar de renda.

Já a defasagem nas demais faixas de tributação chega a 163%. “A Unafisco Nacional recomenda uma revisão completa na tabela do Imposto de Renda, a fim de garantir uma tributação justa e equitativa para todos os contribuintes”, diz a entidade em nota.