Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Terça Feira 28 de Setembro de 2021

Geral

Menor Preço completa um ano com mais de 1 milhão de consultas

Ferramenta do Programa Nota MT está disponível gratuitamente para sistemas Android e iOS

Facilidade | 05 de Julho de 2021 as 16h 22min
Fonte: Janaína Arruda - Sefaz-MT

Ferramenta está disponível no site e aplicativo do Nota MT Foto: Assessoria - Sefaz-MT

Lançado em julho de 2020 pela Secretaria de Fazenda (Sefaz), o Menor Preço registrou o marco de 1 milhão de pesquisas realizadas em sua base de dados. A ferramenta, disponibilizada no site ou aplicativo do Nota MT, compara o valor dos produtos comercializados em Mato Grosso e têm auxiliado cidadão na hora de fazer as compras, proporcionado mais economia.

Produtos relacionados ao setores combustíveis, alimentos, construção civil e bebidas têm sido os mais pesquisados desde o lançamento do Menor Preço. Dentre os 100 termos mais consultados, o campeão é o “etanol comum” com 139.214 consultas, seguido de arroz que foi buscado 16.814 vezes.

Analisando pelo número de buscas, a categoria de combustíveis se destaca com 353.131 pesquisas. Além do “etanol comum”, termos como “gasolina comum”, “gasolina aditivada”, “diesel” e “etanol aditivado” aparecem no início da lista das consultas.

Já o setor de alimentos tem a maior variedade e quantidade de produtos pesquisados, representando 61% dos 100 itens mais buscados. Arroz, leite, picanha, óleo e feijão figuram entre as consultas mais recorrentes. As bebidas ocupam o terceiro lugar, representando 9%.

Outra categoria procurada é da construção civil, com termos como “cimento”, que teve 5.641 buscas e “tijolo” com 1.411 procuras.

Disponível gratuitamente tanto para computadores, quanto para celulares - nas plataformas Android e iOS, o Menor Preço se baseia em valores registrados em notas fiscais eletrônicas (NF-e) e de consumidor eletrônica (NFC-e), emitidas por mais de 100 mil estabelecimentos mato-grossenses, independente se o CPF na nota. Além de bens de consumo não duráveis, onde entram combustíveis, alimentos e bebidas, a partir de março desse ano bens duráveis como eletrônicos, celulares, televisores, também foram incluídos no sistema de buscas.

 

Como usar?

Para ter acesso ao Menor Preço é necessário que o cidadão tenha cadastro no Nota MT. A busca pode ser realizada pelo nome do produto ou por meio de leitura de código de barras. Há também a possibilidade de delimitar a pesquisa por valor máximo e mínimo, localização e período.

O banco de dados da ferramenta é atualizado a cada 24h. De acordo com os parâmetros utilizados na busca, o sistema organiza os resultados por menor valor, descrição do produto que seja mais próxima da palavra chave pesquisada, localização mais próxima do estabelecimento que possui o produto, venda mais recente e endereços.

É importante ressaltar que o uso do sistema Menor Preço não é vinculado aos sorteios do Programa Nota MT. Logo, o consumidor que não tem interesse em participar dos sorteios ou que o CPF conste em documentos fiscais, pode se cadastrar apenas para utilizar a pesquisa de preço.