Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Quarta Feira 18 de Maio de 2022

Menu

Geral

Meio Ambiente lança projeto para arrecadar óleo de cozinha usado; escolas municipais serão pontos de coleta

Projeto SinopÓleo | 22 de Março de 2022 as 16h 25min
Fonte: Everton Medeiros - Assessoria de Comunicação

Foto: Assessoria de Comunicação

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável lançou na tarde de hoje (22) o projeto SinopÓleo, que consistirá na coleta de óleo usado, nas escolas municipais. O evento, realizado no Dante de Oliveira, faz parte da programação oficial da Semana da Água 2022, com atividades voltadas ao debate sobre a importância desse recurso natural para o meio ambiente e ser humano.

“Temos parceria com uma empresa devidamente licenciada, que vai instalar pontos de coleta de óleos usados nas escolas municipais. Cada litro desse óleo coletado será revertido em ajuda financeira para as instituições. É um projeto fantástico de educação ambiental, de suma importância para levar conscientização nessa semana, dedicada ao Dia Mundial da Água”, esclareceu a Secretária de Meio Ambiente, Ivete Malmann.

A Secretária de Educação, Esporte e Cultura, Sandra Donato agradeceu pela oportunidade de parceria no projeto, que usará as escolas interessadas como pontos de coleta do óleo usado. “Quando fui procurada pelo Meio Ambiente, prontamente abrimos as portas. Vemos o projeto com bons olhos e estamos abertos a essas propostas. Todas as instituições podem procurar a secretaria para desenvolver o projeto e se tornar ponto de coleta. É uma importante iniciativa de conscientização e proteção do meio ambiente”, frisou.

O representante da empresa Nutrihorto, que será responsável pela coleta e destinação do resíduo, falou como as atividades serão desenvolvidas. “Nós temos um projeto que é importante pro meio ambiente e pro benefício das pessoas. Nós queremos retirar do meio ambiente esse óleo e dar um destino sustentável pra ele. Vamos fazer palestras nas escolas, vamos pagar R$2 por litro coletado, além de fornecer todo o material orientativo. Onde tiver esse óleo, nós vamos buscar e dar um destino pra ele”.

Jeremias Salvino, supervisor de qualidade e meio ambiente, representante da indústria Inpasa, agradeceu pela empresa estar inserida nesse projeto. A empresa fez a doação dos 34 containers de 1 mil litros para armazenamento do óleo coletado. “Estamos certos que a Inpasa estará sempre à disposição pra projetos nobres como esse. Um momento de cunho educacional que vai transformar as ações nossas e dos nossos filhos. As ações que nós fazemos hoje vão revelar o futuro que esperamos”, pontuou.

O material será recebido em garrafas pet nas escolas municipais participantes, depois será transformado em biocombustível, feito de óleo de cozinha usado. Desse manuseio do óleo, também saem subprodutos como a glicerina incolor, para uso na cosmética ou indústria. Ainda ficam as sobras, como o óleo de coloração preta, que pode ir pra queima em caldeiras industriais, e os resíduos em pó que podem ser usado na indústria de ração animal. Esse trabalho representa 65% menos emissão de CO2.

A programação da Semana da Água continua amanhã 23/03, às 13h30, com apresentação do projeto para outras pessoas convidadas. Na sexta-feira (25), a semana será concluída com plantio de mudas e recuperação de nascentes na área verde do Jd. Azaleias, a partir das 07h30. São parceiros das ações, a Inpasa, Águas de Sinop e Nutrihorto Agroindústria.