Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Terça Feira 16 de Julho de 2024

Menu

Prazo de 15 dias

Médicos peruanos descumprem medida judicial e mantêm mulher com doença degenerativa ligada a aparelhos

A mulher sofre de Esclerose Lateral Amiotrófica em estágio avançado

Geral | 30 de Abril de 2024 as 06h 49min
Fonte: Isto é

Foto: Reprodução

Médicos de um hospital no Peru se negaram a cumprir uma medida judicial e mantêm María Teresa Benito Orihuela, de 66 anos, viva por ventilação mecânica. A mulher sofre de Esclerose Lateral Amiotrófica em estágio avançado.

Diante da recusa de doze médicos do EsSalud, a Justiça deu o prazo de 15 dias para que a determinação seja cumprida. Caso contrário, o hospital será punido por desacato.

A advogada Josefina Miró Quesada, que representa a paciente, disse que a resposta do hospital é “insólita” pois há “um protocolo para cumprir a decisão judicial, nem existe a possibilidade de uma responsabilidade penal ao profissional que aceite o procedimento”.

 

O que é a doença?

A Esclerose Lateral Amiotrófica é uma doença degenerativa que não tem cura. Ela ocorre quando os neurônios das pessoas acometidas pela doença se desgastam ou morrem e já não conseguem mais mandar mensagens aos músculos.

A curto e médio prazo ocorrem contrações involuntárias e incapacidade de mover os braços, as pernas e o corpo.

Além disso, a doença causa espasmos musculares e fraqueza em um braço ou uma perna, dificuldade para engolir ou fala arrastada e progride até a dificuldade para respirar.

A morte do paciente com a doença ocorre, geralmente, entre três e cinco anos após o diagnóstico. Cerca de 25% conseguem sobreviver por mais de cinco anos.