Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Segunda Feira 27 de Junho de 2022

Menu

Geral

Marinha de Sinop foi construída com recursos recuperados pela Lava Jato

Primeira Agência Fluvial do Norte do Estado será entregue no dia 28 de março

Mais de R$ 2,5 milhões | 16 de Março de 2022 as 18h 53min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: GC Notícias

A operação que marcou o combate à corrupção no Brasil, recuperando quase R$ 12 bilhões, deixou parte do seu legado na cidade de Sinop. Uma pequena parte do dinheiro ressarcido pelos condenados por corrupção ajudou a levantar os tijolos da primeira unidade da Marinha Nacional no Norte de Mato Grosso.

O prédio da Agência Fluvial da Marinha em Sinop será oficialmente entregue no dia 28 de março. É o que explica o capitão dos portos de Mato Grosso, Alessandro Fajard. “A construção da agência de Sinop marca a presença da Marinha no Norte do Estado. Até então a atuação estava concentrada em Cuiabá, Cáceres e São Felix do Araguaia. Com a agência de Sinop descentralizamos a atuação da Marinha também para o Nortão”, pontuou o capitão.

A construção da agência iniciou no ano de 2020. Inicialmente licitada em R$ 1,6 milhão, a unidade teve um custo final de R$ 2 milhões. A maior parte dos recursos é de dinheiro recuperado pela Lava Jato. Do fundo da operação foram destinados R$ 2,5 milhões para a Marinha de Sinop. Uma parte do recurso foi usado na obra da sede, o restante em equipamentos, mobiliário, veículos e embarcações.

A sede da Agência da Capitania dos Portos em Sinop tem 780 metros quadrados de construção. A obra está dividida em duas partes. A primeira é a agência em si, com 30 repartições, incluindo salas de aula e simuladores – para a habilitação de condutores – refeitório, alojamentos e a parte operacional da “delegacia” em si.

A segunda parte da estrutura é a “Patromoria” – termo que se refere ao local onde ficarão os barcos, lanchas e demais viaturas da Marinha, além do paiol. A Patromoria ficará nos fundos do terreno.

A estrutura foi erguida em um imóvel de 2 mil metros quadrados, doado pela prefeitura, localizado na Rua das Orquídeas, Jardim Parque das Araras, em frente ao Parque Florestal do Município.

Segundo Fajard, atuarão na Marinha de Sinop 20 praças e um oficial. A unidade terá o capitão tenente Vinicius no comando.

Uma solenidade de inauguração deve ser realizada no final de abril.

 

Sinop precisa da Marinha?

Para Fajard, a presença da Marinha em Sinop é essencial. Como exemplo, o capitão citou os dados referentes às inscrições para os testes de condutores de embarcação. Em 2021, a Marinha de Mato Grosso recebeu cerca de 3 mil inscrições. Destes, 1,1 mil foram de pessoas que residem em Sinop. “Foi o maior volume de testes do ano passado”, pontuou.

Esses testes são aplicados exclusivamente pela Marinha. É similar ao processo de CNH. O condutor faz um curso em uma escola náutica, e a Marinha atua como “DETRAN”, avaliando a capacidade do candidato a marinheiro habilitado. No ano passado, dos 1,1 mil testes feitos em Sinop, 540 foram aprovados. “Esse número alto é um primeiro reflexo da presença da Marinha. Os condutores de embarcação estão buscando se regularizar e isso, de forma geral, traz mais segurança em nossos rios”, avalia o capitão.

O principal volume de condutores que buscam a habilitação em Sinop são para atividades náuticas recreativas: pesca, passeio de barco e motoaquática.