Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Domingo 14 de Julho de 2024

Menu

Vacinação Antirrábica

Mais 3,3 mil animais já foram vacinados em Sinop e campanha continua

Geral | 16 de Maio de 2024 as 10h 27min
Fonte: Daiane Estela - Assecom

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) por meio do Centro de Combate às Endemias, iniciou no mês de março a campanha antirrábica 2024. Neste período foi disponibilizado um ponto fixo de vacinação e ação itinerante pela zona rural e bairros mais afastados da área central do município. Até o momento já foram vacinados mais de 3,3 mil animais, sendo 745 gatos e 2.572 cães.

Para a próxima semana, entre os dias 20 a 24, está prevista a imunização dos cães e gatos da estrada Nanci, Estrada Virgínia e comunidade Brígida. Devem ser vacinados todos os cães e gatos a partir dos três meses de idade, que sejam sadios, fêmeas amamentando, com exceção das prenhes que não podem ser imunizadas.

O itinerante de vacinação já percorreu os bairros: Recanto da Mata, Residencial Caribe, Residencial Kaiabi, Jardim das Rosas, Jardim Califórnia, Jardim, Veneza, Daury Riva, Maria Vindilina 1, 2 e 3, Betel, Campo Verde, Jardim Araguaia, Moinho dos Ventos, Jardim das Rosas e Delta. Hoje as equipes estão no Jardim Europa e no Boa Vista para encerrar essa semana.

O ponto fixo de atendimento é no Centro de Combate às Endemias, que fica localizado na avenida das Itaúbas, nº 4.765, no Jardim das Palmeiras, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, sem intervalo, oferecendo esse horário diferenciado para aqueles que só podem no horário de almoço. 

Lembrando que é preciso seguir algumas orientações para transportar os animais até o ponto fixo de vacinação. Os cães devem estar com coleira e guia segura, e para os cães de grande porte é indicado o uso de focinheira. Os gatos já devem estar em caixas de transporte ou mesmo enrolados em mantas. Esses cuidados são necessários para garantir a segurança dos bichinhos, tutores e vacinadores, quem ama protegido e quem protege vacina.