Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sábado 18 de Setembro de 2021

Geral

Jovem tem parada cardíaca e morre após cirurgia plástica

Eliza da Silva, 27 anos, realizou todos os exames necessários e os mesmos não apresentaram nenhuma anormalidade

Cuiabá | 15 de Abril de 2021 as 11h 32min
Fonte: Bruna Barbosa/Mídia News

Arquivo pessoal

A morte da vendedora Keitiane Eliza da Silva, de 27 anos, após uma cirurgia de lipoaspiração em Cuiabá, causou comoção entre amigos, parentes e colegas de trabalho.

"Keite", como era chamada pelos mais próximos, morreu na madrugada desta quarta-feira (14), após o procedimento cirúrgico. "Você era uma inspiração para mim, persistente, determinada e alegre", escreveu a amiga e colega de trabalho Luana Rocha. 

Luana trabalha na concessionária Saga Hyundai, em Várzea Grande. "Até agora não acredito que você se foi. E é assim que vou lembrar de você... alegre, animada, focada e dedicada com tudo que fazia... Vai permanecer em meu coração eternamente, amiga", escreveu Luana. 

Em nota, a empresa onde a jovem trabalhava também lamentou a morte da vendedora.  "Nossos sentimentos aos amigos e familiares. 'Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem primeiro que nós'. Sentiremos saudades 'Keite', como chamávamos carinhosamente. Descanse em paz", diz trecho da publicação. 

Amigos também lamentaram a morte em fotos publicadas por Keitiane em seu perfil no Instagram. 

"Não dá para acreditar. Deus te coloque num bom lugar, menina mulher!", escreveu Amanda Schmitz.

"Amiga, você sempre estará em meu coração... Uma pessoa maravilhosa e linda. Que dor... Que dor te perder!", lamentou uma outra amiga, identificada apenas como Evelise.

Cirurgia de seis horas

O procedimento estético foi iniciado na manhã de terça-feira, teria durado cerca de seis horas e, após a conclusão, Keitiane foi transferida para um dos quartos da unidade hospitalar sem sinais de complicação. 

  Durante a noite, ela passou mal e sentiu falta de ar, sendo transferida para outro hospital, tamém na Capital. Apesar de ter recebido atendimento médico, ela não resistiu e acabou sofrendo uma parada cardíaca. 

Outro lado

Conforme a assessoria jurídica do médico Alexandre Veloso, todos os procedimentos padrões foram devidamente realizados antes da cirurgia.

"Todo procedimento cirúrgico possui risco, mas há a certeza de que todos os protocolos de segurança e saúde foram cumpridos", diz o comunicado.

Veja a nota enviada abaixo:

A Assessoria Jurídica do Médico Cirurgião Plástico Alexandre Veloso vem a público manifestar que:

1. Realizou com rigor e à risca todos os procedimentos padrões de praxe pré-operatório para que a cirurgia plástica na paciente pudesse ser realizada com segurança;
2. Em pré-consulta com médicos anestesista e cardiologista, a paciente realizou todos os exames necessários e os mesmos não apresentaram nenhuma anormalidade. Portanto, a paciente estava apta ao procedimento e, assim, foi liberada para realizá-lo;
3. Os procedimentos cirúrgicos realizados foram: lipoescultura com enxerto de gordura em glúteo, abdominoplastia e correção de uma cicatriz na mama (decorrência de outro procedimento médico não realizado pelo doutor Alexandre Veloso);
4. A cirurgia da paciente foi realizada das 8h às 14h desta terça-feira (13). Após este horário, ela foi levada ao quarto e apresentou boa recuperação;
5. Às 19h, a jovem se queixou de falta de ar e foi imediatamente assistida pela equipe qualificada presente na clínica. O médico de plantão solicitou os exames, que não mostraram nenhuma alteração em seu quadro clínico. Às 20h, o médico Alexandre Veloso esteve com a jovem e a mesma não apresentou mais falta de ar, e os parâmetros vitais permaneceram estáveis;
6. Por volta da meia noite desta quarta-feira (14), a jovem apresentou uma instabilidade em seu quadro e teve uma parada cardíaca. A jovem foi imediatamente atendida pela equipe médica;
7. Quando da necessidade de transferência para uma Unidade Intensiva de Saúde (UTI), a jovem recebeu atenção imediata e o médico se prontificou a encaminhá-la ao Hospital Santa Rosa. Lamentavelmente, a jovem veio a óbito na data de hoje;
8. Devido ao lamentável fato, a assessoria jurídica do médico Alexandre Veloso informa que colocou assistentes sociais e psicólogas para prestarem atendimento aos familiares da jovem;
9. Vale reforçar que prestou todos os atendimentos necessários e em momento algum se furtou de estar presente e acompanhando a jovem. O profissional também informa que o médico está a inteira disposição dos familiares da jovem e dos órgãos competentes para prestar qualquer esclarecimento.
10. Em nome de todo corpo clínico que participou deste procedimento e dos que fizeram o atendimento posterior, principalmente em nome do médico Alexandre Veloso, a assessoria jurídica esclarece que todo procedimento cirúrgico possui risco, mas se coloca à disposição da família, da mídia e protocolos legais na certeza de que cumpriram todos os protocolos de segurança e saúde.
11. Por fim, o médico Alexandre Veloso externa seu mais profundo sentimento de pesar.

 

Rony de Abreu Munhoz

Assessoria jurídica