Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 27 de Setembro de 2021

Geral

Jornalista Muvuca não resiste e morre um dia após crime

A confirmação foi feita pela família do jornalista na manhã desta terça

Tangará da Serra | 29 de Junho de 2021 as 09h 12min
Fonte: Informações Gazeta Digital

Jornalista José Marcondes Neto, 46, o Muvuca, morreu na noite de segunda-feira (28), após passar por uma cirurgia no Hospital das Clínicas, em Tangará da Serra- Mato Grosso. A confirmação foi feita pela família do jornalista na manhã desta terça. Muvuca tentou matar a ex-namorada e, em seguida, atirou contra a própria cabeça.

De acordo com as informações da família, a morte foi confirmada por volta das 21h10. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade e, depois que liberado, será trazido para Cuiabá, onde ocorrerá o velório e o sepultamento. O local ainda não foi informado.

Conforme noticiado pelo , na manhã de segunda-feira (28), Muvuca foi até a farmácia da ex-namorada, a empresária Nádia Mendes Vilela. Após uma discussão no escritório, funcionários ouviram disparos de arma de fogo. Eles encontraram os dois caídos no local.

Polícia informou que Nádia foi atingida por pelo menos 3 tiros e a motivação foi o fato de Muvuca não aceitar o término entre eles. O caso foi registrado como tentativa de feminicídio. Após atirar contra Nádia, ele atirou contra a própria cabeça.

O casal foi socorrido, Nádia passou por cirurgia e está internada em uma unidade de saúde da cidade. Muvuca não resistiu ao ferimento e morreu durante cirurgia.

‘Muvuca Popular’

Dono do site Muvuca Popular, José Marcondes tem uma trajetória polêmica no jornalismo mato-grossense tendo sido ferrenho opositor ao ex-governador Pedro Taques.  

Na política, Muvuca tentou concorrer à cadeira principal do Palácio Paiaguás no ano de 2014, mas teve seu registro de candidatura indeferido. Ele chegou a participar dos tradicionais debates na TV Vila Real. 

Em 2020, tentou novamente uma disputa por cargo público, pleiteando vaga na Câmara Municipal de Cuiabá, não obtendo êxito na candidatura novamente.