Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 01 de Março de 2024

Menu

Defesa agropecuária

Indea investiga morte de pelo menos um milhão de abelhas em Brasnorte

Amostras biológicas foram enviadas para São Paulo. Resultado deve sair em dez dias

Geral | 16 de Maio de 2023 as 07h 56min
Fonte: Luciana Cury | Indea

Foto: Indea

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) investiga a morte de pelo menos um milhão de abelhas em três propriedades rurais do município de Brasnorte (580 km de Cuiabá). Três servidores da autarquia estiveram sábado e domingo (13 e 14.05) percorrendo as áreas onde foram registradas as perdas em massa dos animais polinizadores. A mortandade das abelhas foi detectada em 33 colmeias.

Os apicultores do município acionaram o Indea, que, por meio dos servidores, realizou a sondagem no local e colheu o material para enviar, nesta segunda-feira (15), ao laboratório do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e ao Instituto Biológico - centro de pesquisa do Governo do Estado de São Paulo.

O coordenador de Defesa Sanitária Animal do Indea, João Néspoli, explica que, no campo, os servidores investigaram os sinais clínicos e epidemiológicos.

"Foram observadas quais as castas atingidas. No caso de Brasnorte, as operárias eram as mais atingidas. Também foram observados qual o perímetro das mortes desses insetos, se havia a presença de parasitas ou abelhas com dificuldade de locomoção, e qual fase da vida desses animais era a mais atingida. Com base nessas observações, e em conjunto com as analises de laboratório, será possível descobrir o que pode estar causando esse dano não só ambiental, como econômico aos apicultores”, explica o médico veterinário.

Além de causas sanitárias, outra suspeita levantada sobre a mortandade dessas abelhas é o uso de agrotóxico nas áreas próximas aos apiários.

O resultado laboratorial enviado para fora do estado deve sair em dez dias.