Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 16 de Abril de 2024

Menu

Pesquisa

Inadimplência atinge mais de 30% da população mato-grossense

Conforme a pesquisa, em todo o estado, 1,2 milhão de consumidores estão inadimplentes

Geral | 12 de Março de 2024 as 07h 15min
Fonte: Redação PNB

Foto: Reprodução

Mais de 30% da população mato-grossense fechou as contas do mês de fevereiro no vermelho. É o que aponta um levantamento realizado pelo Núcleo de Inteligência de Mercado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) e divulgado nesta segunda-feira (11.03). Conforme a pesquisa, em todo o estado, 1,2 milhão de consumidores estão inadimplentes.

Ao todo, são 35.960 pessoas a mais que fecharam o mês com contas atrasadas em relação a janeiro. No comparativo com o mesmo período do ano anterior, a alta foi de 5,12%. O aumento do índice em nível estadual contribuiu para o leve aumento da inadimplência na região Centro-Oeste (+0,15%).

Por outro lado, o contingente com despesas acumuladas no restante do país retraiu 0,49% na passagem de janeiro para fevereiro. De acordo com estimativa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), são 66.640 milhões de inadimplentes no país – o que corresponde a 40% da população adulta.

Em Mato Grosso, a maior parte dos inadimplentes é composta por pessoas de 30 a 39 anos. Em seguida, vem o público etário na faixa entre 40 e 49 anos, com 21,8%, e os consumidores entre 50 e 64 anos, responsáveis por 19,5% das dívidas em atraso. Quanto ao gênero, 53,51% são homens e 46,49% são mulheres.

Em fevereiro de 2024, cada consumidor negativado do estado devia, em média, R$ 4.534,15 na soma de todas as dívidas. Os dados ainda mostram que 31,29% dos consumidores do estado tinham dívidas de valor de até R$ 500, percentual que chega a 45,32% quando se fala de dívidas de até R$ 1.000. O valor total para pagar as dívidas de toda a população inadimplente do estado é de, aproximadamente, R$ 5.456 bilhões.