Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 12 de Agosto de 2022

Menu

Geral

Imprevisto adia estreia da nova feira para o próximo domingo

Rede de energia elétrica não pôde ser ligada a tempo, adiando a programação

Novidade | 05 de Agosto de 2022 as 09h 43min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: GC Notícias

Percalços na ligação da rede de energia para a nova feira livre, que seria realizada neste domingo, no centro de Sinop, adiaram a estreia. Após o GC Notícias ter informado a novidade, a prefeitura de Sinop, através da assessoria de comunicação, informou que o início da nova feira teve que ser adiado em uma semana. Dessa forma, a estreia será no domingo em que se comemora o dia dos pais.

O comércio de produtos da agricultura familiar, alimentos e artesanatos será montado na Praça das Bandeiras, centro de Sinop, entre as Avenidas Jacarandás, Júlio Campos e Embaúbas. O local atualmente é ocupado por comerciantes ambulantes, sem qualquer permissão formal da prefeitura.

A “Feira da Família”, como foi chamada, funcionará apenas nos domingos, entre as 6h e às 11h. Na praça pública serão montados 38 espaços, sendo 26 destinados a gêneros alimentícios, 12 para produtos em geral e 2 estandes reservados para prefeitura de Sinop “expor” suas ações e programas.

Para quem já conhece as feiras livres da cidade, a novidade será apenas o dia da semana e o local. Para determinar quem seriam os comerciantes que ocupariam o espaço público da nova feira, a prefeitura lançou o chamamento público 006/2022 – uma espécie de licitação que agrupa os interessados em participar de determinada ação proposta pela gestão. Apenas um CNPJ respondeu ao chamamento público. Esse CNPJ foi a Associação dos Feirantes de Sinop – a mesma organização que já ocupa as demais feiras públicas da cidade.

Dessa forma, a Associação dos Feirantes irá ocupar também a nova feira. O credenciamento tem duração de um ano. Aos feirantes cabe seguir os modelos de tendas propostos pela gestão, montar e desmontar seus espaços de comercialização a cada dia de feira. Assiduidade também foi cobrada. O edital diz que os feirantes não podem “faltar” por 3 feiras consecutivas ou 10 intercaladas ao longo de um ano, sob pena de perder a licença.

 

Curiosidade

O edital estabelece 9 condutas que são proibidas aos comerciantes que possuem a licença para vender e expor na nova feira livre. A mais curiosa delas é a 2ª regra: “é proibido apregoar mercadorias em voz alta”.

Ou seja, nada de feirante gritando suas promoções ou cantando bordões como “Moça bonita não paga, mas também não leva”.