Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 26 de Fevereiro de 2024

Menu

Levantamento

Imigração impulsiona o mercado de trabalho em Mato Grosso: mais de 2,2 mil estrangeiros contratados em 2023

Dados da Fiemt mostram que a maioria dos trabalhadores vem da Venezuela para trabalhar em indústrias do segmento alimentício

Geral | 19 de Dezembro de 2023 as 07h 48min
Fonte: CenárioMT

Foto: Divulgação

Entre janeiro e outubro de 2023, o mercado de trabalho em Mato Grosso viu um significativo aumento na contratação de estrangeiros, com mais de 2,2 mil imigrantes ocupando posições em diversas áreas, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Essa tendência é reflexo da necessidade de mão de obra em um estado que ostenta a segunda menor taxa de desemprego do país, correspondendo a apenas 2,4% da população economicamente ativa.

A imigração legalizada, registrada no Registro Nacional Migratório (RNM) e respaldada pelos direitos trabalhistas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), tem se concentrado, em sua maioria, na indústria, abrangendo cerca de 46% dos estrangeiros contratados. Os dados foram divulgados pelo Observatório da Indústria da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) na última quinta-feira (14).

O estudo revelou que uma parcela significativa desses trabalhadores provém da Venezuela, encontrando oportunidades nas indústrias de alimentos, em especial na produção de carne, que concentra mais de 80% das contratações líquidas acumuladas no período, totalizando mais de 800 novos empregos.

A gestora de pessoas, Adriana Godoy, destaca que a preferência por trabalhos operacionais entre os estrangeiros se deve à facilidade de aprendizagem e às oportunidades de progresso nessa área. “Eles vêm com uma determinação de sucesso no Brasil. O propósito de trabalhar, estudar e progredir, e a empresa oferece as ferramentas, e eles atingem o foco, que é ter sucesso no Brasil”, afirmou.

Fernanda Maluf, gerente de projetos, ressalta que muitos trabalhadores brasileiros não se sentem atraídos por trabalhos técnicos e operacionais. “São trabalhos muito técnicos que, às vezes, não atraem muito a mão de obra de quem vem trabalhar aqui no estado. Eles têm outros atrativos, como o agronegócio e a tecnologia”, explicou.

Com a escassez de mão de obra local para preencher as vagas disponíveis nas empresas, a imigração legalizada surge como uma alternativa indispensável para sustentar o crescimento econômico e suprir a demanda por talentos em setores específicos, contribuindo para a diversificação e a dinâmica do mercado de trabalho em Mato Grosso.