Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 01 de Março de 2024

Menu

Morte em lagoa

Governador extingue punição de tenente condenada no caso Rodrigo Claro

Em ato, publicado em diário, Mauro Mendes cita parecer da PGE e

Geral | 14 de Março de 2023 as 11h 12min
Fonte: Bárbara Sá - RDNew

Foto: Rodinei Crescêncio

Em Diário Oficial, que circula na manhã desta terça-feira (14), o governador Mauro Mendes (UB) extinguiu a punibilidade da tenente do Corpo de Bombeiros, Izadora Ledur Souza Dechamps. A militar foi acusada pelo MPE torturar o aluno do Corpo de Bombeiros, Rodrigo Claro, que morreu em novembro de 2016 depois de passar mal durante uma aula de instrução de salvamento na Lagoa Trevisan. Mas, acabou sendo condenada apens por maus-tratos.

Na publicação, o chefe de Palácio Paiaguas, alega que está seguindo parecer da Procuradoria Geral do Estado. "Declarar a extinção de punibilidade da Bombeiro Militar 1º Tenente Izadora Ledur Souza Dechamps, em razão do alcance do lapso prescricional previsto no Código Penal Militar", diz o despacho.

Julgamento

Ledur foi acusada pelo MPE de suposto crime de tortura, que teria culminado na morte de Rodrigo, na época com 21 anos, durante Curso de Formação de Soldados, na Lagoa Trevisan, em Cuiabá. Durante o julgamento, em 2021, entretanto, o Conselho Especial de Justiça Militar desclassificou e condenou a tenente por maus-tratos.

O MPE chegou a recorrer da "desclassificação", mas o Tribunal de Justiça negou recurso e manteve a punição de ano de prisão, em regime inicialmente aberto.

 

Caso

Rodrigo morreu em novembro de 2016 durante treinamento de atividades aquáticas. Após sair da atividade,  ele buscou atendimento médico e foi internado em um hospital, onde não resistiu e morreu. O MPE apontou à época que os métodos de Ledur eram considerados reprováveis e que Rodrigo teria sido submetido a intenso sofrimento físico e mental, com uso de violência.