Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Domingo 26 de Setembro de 2021

Geral

Farmacêutica baleada por jornalista em MT tem dreno retirado, mas continua na UTI

Conforme os médicos, ela respira sem ajuda de aparelhos, não teve febre e consegue se alimentar

Tangará da Serra | 02 de Julho de 2021 as 14h 36min
Fonte: Informações G1

A farmacêutica Nadia Vilela, de 33 anos, baleada pelo seu ex-namorado, o jornalista e empresário José Marcondes, o Muvuca, quando estava trabalhando em sua farmácia, em Tangará da Serra (MT), teve um dos drenos retirados nesta quinta-feira (1°).

Nadia está internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital de Tangará, após passar por três cirurgias: na mão, atingida quando ela tentou se defender; no tórax, no ombro e na boca – locais onde projéteis ficaram alojados.

Segundo boletim médico divulgado nesta sexta-feira (2), o estado de saúde dela é estável. A farmacêutica está com dois drenos torácicos e o da direita foi retirado.

Conforme os médicos, ela respira sem ajuda de aparelhos, não teve febre e consegue se alimentar. Não há alterações nos demais exames.

A vítima segue na UTI por conta da gravida dos ferimentos e não tem previsão de alta.

O crime

O crime ocorreu na segunda-feira (28). O jornalista tentou suicídio logo após o crime e foi levado com vida para atendimento médico. Em situação grave, Muvuca foi internado e morreu depois de passar por cirurgia ainda no dia do crime contra a ex-namorada

Segundo as investigações, ele não aceitava o fim do relacionamento.

Ela tinha sido intubada para os procedimentos cirúrgicos e saiu da intubação.

Câmeras registraram

Imagens das câmeras de segurança da farmácia onde Nadia trabalha mostram o momento em que Muvuca chega de repente e atira contra ela.

As imagens mostram o momento em que o jornalista chega na farmácia. Ele usa uma jaqueta marrom e boné. O jornalista espera um cliente sair e começa a conversar com Nadia.

Em seguida, ela vai para o escritório e conversa com o ex-namorado. Aparentemente, após uma discussão, ele saca uma arma e Nadia tenta correr, mas mesmo assim é atingida numa tentativa de feminicídio.

Ferida, a farmacêutica sai correndo do estabelecimento e recebe ajuda de pessoas que passavam pelo local.

Segundo as investigações, o homem cometeu o crime porque não aceitava o fim do relacionamento.

O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Tangará da Serra. O corpo de José Marcondes foi enterrado em Cuiabá.