Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sábado 18 de Maio de 2024

Menu

Fim de um ciclo

Ex-trabalhadores da Cotton King que podem ter dinheiro a receber

Indústria entrou em recuperação judicial há 14 anos

Geral | 12 de Março de 2024 as 08h 51min
Fonte: Redação com TRT

Foto: Divulgação

Com a venda de uma fazenda do grupo Cotton King no processo 0051100-36.2005.5.23.0007 da 7ª Vara do Trabalho de Cuiabá, será possível pagar centenas de trabalhadores que aguardam há anos a liberação de verbas trabalhistas. O valor de R$35,9 milhões, obtido com a venda, já foi transferido para a 1ª Vara Cível Especializada em Falência e Recuperação Judicial de Cuiabá.

A Cotton King foi a primeira indústria têxtil montada no estado, mas em 2010 entrou em recuperação judicial e, cinco anos depois, em processo de falência. Os mais antigos processos trabalhistas foram ajuizados em 2002.

A identificação dos trabalhadores que têm dinheiro a receber é fruto de um trabalho intenso da Secretaria de Apoio à Efetividade da Execução (Saex) do Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT/MT), por solicitação do Juízo da 7ª Vara do Trabalho de Cuiabá, com a realização de reuniões e diversos outros contatos com a administradora judicial. Em razão de muitos processos serem físicos e se encontrarem no arquivo definitivo, foi necessário o desarquivamento e análise de todos eles.

Como a Fazenda Nacional, parte autora da ação de execução fiscal, vai instaurar incidente de classificação de créditos públicos para consolidação da dívida perante o juízo falimentar, nenhum outro valor será recebido no processo piloto 0051100-36.2005.5.23.0007 e nele não será feito pagamento para nenhum credor.

O repasse dos valores aos credores (autor, perito, advogado etc) será realizado pela administradora judicial, Zapaz Administração Judicial.

Os ex-empregados do grupo com ações na Justiça do Trabalho em Mato Grosso e valores pendentes de pagamento que não constam na planilha acima podem entrar em contato com a administradora judicial, Zapaz Administração Judicial, pelos telefones: (65) 3644-7697, (65) 992176041 ou e-mail: atendimento2@zapaz.com.br.

A sede da administradora judicial está localizada na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 1.756, SB Tower, sala 1805.