Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sábado 20 de Julho de 2024

Menu

Atentado

Ex-presidente da OAB-MT é baleado em frente a escritório em Cuiabá

Renato Gomes Nery, de 72 anos, foi atingido por tiros na manhã desta sexta-feira (5)

Geral | 05 de Julho de 2024 as 12h 30min
Fonte: Redação PP

Foto: Adia Borges

Renato Gomes Nery, de 72 anos, advogado e ex-presidente da OAB-MT (Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso), sofreu um ataque e foi atingido por cerca de sete tiros, em frente ao seu escritório, na manhã desta sexta-feira (5), em Cuiabá.

Informações iniciais da Polícia Militar, que está no local, apontam que a vítima estava chegando no escritório, localizado na avenida Fernando Corrêa da Costa, quando foi atingido pelos tiros.

Um dos tiros, segundo a polícia, teria atingido a cabeça do advogado, que foi socorrido com vida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) encaminhado para uma unidade de saúde.

Até o momento, não há detalhes sobre a dinâmica e motivação do crime. Equipes da DHPP (Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa) também estão no local. A Polícia Civil investiga o crime.

 

Carreira

Renato foi presidente da Ordem entre 1989 e 1991 e, atualmente, realizava atendimentos em um escritório localizado na avenida Fernando Corrêa, na Capital.

Após deixar a presidência, Nery continuou atuando como conselheiro federal e acompanhou junto ao Conselho Federal da OAB as discussões acerca da criação do Conselho Nacional de Justiça.

 

O que diz a OAB-MT

Por meio de nota, a OAB-MT informou que acompanha as primeiras providências relacionadas à tentativa de execução contra o advogado.“A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso OAB-MT recebeu a confirmação na manhã desta sexta-feira (5) da tentativa de execução contra o ex-presidente da instituição, o advogado Renato Nery, em Cuiabá. A OAB-MT já está em contato com a Segurança Pública, acompanhando os primeiros procedimentos do caso, e aguarda imediata resposta das autoridades competentes”, diz trecho da nota.