Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Quinta Feira 02 de Dezembro de 2021

Geral

Este é o rosto do homem cuja fé venceu um terremoto

Designer de Sinop apresenta a face de San Juan de Macias reconstruída a partir do crânio do santo

Ciência | 30 de Setembro de 2015 as 10h 01min
Fonte: Jamerson Miléski

Era o início do século 17 quando um forte tremor de terra atingiu a cidade de Lima, no Peru. Juan de Macias, um evangelizador da Ordem dos Pregadores, se prostrou de joelhos dentro da capela do Santíssimo Rosário e começou a orar. O terremoto destruiu todo o entorno, com exceção do santuário onde estava. Assim conta o folclore da Igreja Católica peruana.

Esse teria sido um dos 3 milagres atribuídos a Juan de Macias, que foi canonizado pela igreja 3 séculos depois, em 1976. Seus ossos foram preservados dentro da estrutura que suas orações mantiveram em pé. E a partir deles, os pilares da igreja foram mais uma vez balançados. Mas o único símbolo sagrado atingido pelo abalo foi a imagem de barro do próprio Juan de Macias. A partir de agora o santo tem um novo rosto.

A nova imagem de Juan de Macias foi projetada pelo designer 3D de Sinop, Cícero Moraes, a partir do crânio do santo. Os ossos estavam preservados pela igreja e foram retirados de dentro dos relicários pelo doutor em odontologia legal e especialista em antropologia forense, Paulo Miamoto. O crânio do santo passou pelo escaneamento fotográfico e foi devolvido para o relicário.

Com as imagens Cícero fez a digitalização do osso em 3D. As informações antropológicas de Miamoto sobre Juan de Macias deram a Cícero os parâmetros para reconstruir cientificamente a sua face.

O resultado foi apresentado no último domingo (26), na Basílica do Santíssimo Rosário que “tremeu”. Muitas pessoas estiveram presentes na igreja da capital peruana para ver o verdadeiro rosto do santo que devotam. A apresentação foi feita por Cícero, que explicou os procedimentos da reconstrução facial.

Juan de Macias morreu de causas naturais, aos 60 anos de idade. O designer manteve a imagem da face do santo conforme seus últimos anos de vida. O rosto espoliado pela idade é emoldurado por um cabelo grisalho baixo e uma barba curta, que conforme os registros históricos, Macias cultivava. Por fim, vestes simples de um padre que foi um peregrino evangelizador de um país pobre.

A reconstrução de Juan de Macias faz parte de um projeto idealizado pela Ebrafol (Equipe Brasileira de Antropologia Forense e Odontologia Legal) e pelo Convento Santo Domingonomeado Sancti. Outros 2 santos tiveram suas imagens reconstruídas. A primeira foi Santa Rosa de Lima, a primeira mulher canonizada na América Latina e reconhecida como padroeira do continente, que teve sua face apresentada em agosto desse ano. O próximo e último é San Martinho de Porres, que terá sua face reconstruída apresentada em novembro.

San Juan de Macias nasceu em 1585 e que evangelizou o Peru nos idos de 1600 até sua morte em 1645. Além de “salvar” a capela do terremoto, é atribuído ao santo mais um milagre em vida: a cura de um doente com um “caso fatal” de hérnia inguinal. A igreja também reconhece um terceiro milagre após sua morte, quando uma freira chamou seu nome e viu os suprimentos de trigo e arroz “verterem” de dentro dos potes. O milagre foi narrado como a multiplicação do arroz.