Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Quarta Feira 18 de Maio de 2022

Menu

Geral

Espécies raras de primatas são foco de projeto para o desenvolvimento do turismo

Parceria | 17 de Março de 2022 as 15h 20min
Fonte: Assessoria Prefeitura Sinop

Foto: Assessoria da Prefeitura

A Prefeitura de Sinop, desde o início da gestão, por meio do departamento de turismo, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, está fazendo um levantamento e estudos sobre a implantação de atividades ligadas ao Ecoturismo, aproveitando todas as áreas verdes de preservação e conservação do município. 

A turismóloga da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Leidiane Viegas, destaca que recentemente através de parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso, foram descobertas novas espécies de macacos na região.

De acordo com o professor Doutor em Ecologia e Conservação da Universidade Federal de Mato Grosso, Gustavo Rodrigues Canale, Presidente da Sociedade Brasileira de Primatologia, Sinop é um município que tem uma situação privilegiada em termos de diversidade de espécies, porque está em uma aérea de transição entre a Amazônia e o Cerrado e também por causa do Rio Tele Pires.

“O Rio Teles Pires é uma barreira geográfica para espécies, então espécies que estão na margem direita do Rio Teles Pires, são diferentes das de primatas, da margem esquerda do rio, isso torna Sinop um lugar muito especial em termos de diversidade. A gente tem dez espécies de macacos, o que é maior, por exemplo, que a diversidade de Manaus.” destacou.

O professor ressalta que os macacos-aranha estão entre os maiores macacos do Brasil, são animais muito importantes para a dispersão de sementes, para manutenção do funcionamento das florestas e ambos estão em perigo de extinção. “Dessas espécies tem algumas que podemos destacar. A gente tem o macaco-aranha da cara branca na margem direita e na margem esquerda o macaco-aranha da cara preta, então temos na margem direita, duas espécies diferentes de macacos”. O professor ainda destaca que Sinop tem dois grandes primatas brasileiros, frugívoros dispersores de sementes e em perigo de extinção, vivendo nas margens do rio Teles Pires.

O especialista realizou junto com a turismóloga, Leidiane Viegas, uma visita a duas áreas localizadas no assentamento Wesley Manoel dos Santos. A iniciativa do departamento de turismo é avaliar os locais junto com os pesquisadores da universidade, para verificar a possibilidade de criar novos pontos de observação de fauna e flora, além de orientar esses proprietários sobre como explorar seus locais de forma ecologicamente correta. “A ideia é que possamos aproveitar as áreas verdes do nosso município das mais variadas formas, seja para lazer, estudos ou contemplação. Na região de Sinop existem espécies ameaçadas de extinção, até então desconhecidas da ciência e pesquisadas pela universidade. Começar a trazer isso para perto das comunidades é muito importante, queremos trabalhar o turismo de base comunitária, auxiliando a população na produção de renda e preservando as espécies” explanou. 

A intenção da universidade é dar continuidade ao trabalho de observação dos primatas na região do assentamento e o da Prefeitura é trabalhar o desenvolvimento do ecoturismo, turismo rural e de base comunitária.