Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 01 de Março de 2024

Menu

Garantia de direitos

Escritório Social é inaugurado em Sinop

O serviço é gerido pela secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação

Geral | 18 de Abril de 2023 as 08h 30min
Fonte: Mylene Dias - Assecom

Foto: Assecom

A Prefeitura de Sinop inaugurou na manhã desta segunda-feira (17) a sede do Escritório Social, que vai atender as pessoas egressas do sistema prisional e seus familiares no processo de retomada ao convívio social em liberdade civil, além de contar com equipes preparadas para oferecer apoio psicossocial e encaminhá-los ao mercado de trabalho. O serviço é gerido pela secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação. 

Sinop tem a quarta maior população carcerária do município, com cerca de 840 presos na penitenciária Osvaldo Florentino Leite (Ferrugem), dessa forma, o Escritório Social, que é uma ferramenta de inclusão prevista no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e tem a gestão compartilhada entre os Poderes Judiciário e Executivo, chega para contribuir com o processo de execução penal, atuando desde a organização documental do indivíduo preso, fornecendo acesso a trabalho, até a garantia da passagem para retornar a cidade de origem, caso não seja de Sinop. 

O presidente do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Socioeducativo de Mato Grosso (GMF-MT), desembargador Orlando Perri, avaliou a importância do Escritório Social. “Não me canso de dizer isso, as estatísticas mostram que a cada 100 presos que deixam a cadeia, 80 voltam a cometer novos crimes. Isso para mim é um indicativo mais do que claro de que nós estamos falhando no propósito da ressocialização. E o Escritório Social propõe exatamente inverter a chave do jogo e ressocializar o preso que deixa o sistema prisional e fazer isso especialmente através do trabalho, porque pretendemos agasalhar aquele preso que vai deixar o presídio evitando que ele encontre emprego no crime organizado”, observou o desembargador.

O objetivo é que as instituições atuem em conjunto, para diminuir os casos de reincidência de presos e garantir o acesso a serviços como saúde, educação, renda, trabalho, cultura e lazer para os reeducandos e seus familiares. “Inaugurar o Escritório Social em Sinop é dar mais um passo para aumentar a segurança da comunidade sinopense. Possibilitar que o indivíduo saia do sistema prisional com esse amparo para reintegrar à sociedade, seja com auxilio com moradia temporária, acesso a vagas de empregos e todos os outros serviços disponíveis, vai diminuir as chances desse indivíduo voltar a cometer crimes e acabar retornando para o presídio”, considerou a de secretária de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Scheila Pedroso. 

Durante seu discurso, o secretário adjunto de Administração Penitenciária da Secretaria de Estado de Segurança Pública SESP-MT, Jean Carlos Gonçalves, parabenizou a iniciativa da gestão em aderir ao Escritório Social. “Quando se trata de sistema penitenciário o senso comum é: preso bom é preso morto, só que no Brasil nós não temos pena de morte nem prisão perpétua. Essas pessoas vão retornar para sociedade e como elas vão retornar é uma responsabilidade nossa, se queremos essa pessoa melhor temos que ter iniciativas como teve o prefeito e a primeira-dama aqui em Sinop”, declarou.