Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 28 de Setembro de 2021

Geral

Empresa ‘Bem Estar’ assumirá contrato de prestação de serviços na Secretaria de Saúde

Prefeitura de Rondonópolis confirmou que contrato foi assinado na tarde desta quarta-feira, empresa assumirá serviços que eram prestados pela Coopervale na área da Saúde

Substituta | 02 de Julho de 2021 as 15h 07min
Fonte: Eduardo Ramos

A ‘Bem Estar Prestadora de Serviço’ vai assumir o contrato com a Secretaria de Saúde de Rondonópolis, substituindo a Coopervale. A decisão foi confirmada no início da noite de hoje (30) pelo vereador Júnior Mendonça (PT) e, conforme ele, prevê a readmissão de todos os servidores terceirizados dispensados nesta semana pela cooperativa.

“O contrato foi assinado na tarde hoje com a Prefeitura. A empresa Bem Estar vai reconduzir os mais de 300 funcionários que haviam sido demitidos e assinará a carteira de trabalho de todos. Estes trabalhadores e trabalhadoras que eram assolados pela Coopervale agora terão todos os direitos garantidos”, comemorou o vereador.

A nova empresa tem sede em Cuiabá, mas concentra sua atuação na região sul de Mato Grosso. No site oficial eles informam ter 400 colaboradores atuando no setor público e privado nos municípios de Mirassol, Cáceres, Pedra Preta, Rondonópolis e Cuiabá.

A Bem Estar foi criada em 2010 pelo empresário Victor Guimarães e em seu portfolio oferece serviços especializados de manutenção, limpeza, apoio administrativo e portaria.

A contratação da Bem Estar como substituta da Coopervale na prestação de serviços na área da Saúde foi confirmada pela Prefeitura.

O município não informou se há mesmo o compromisso de readmissão dos servidores dispensados, mas a reportagem apurou que a nova contratada deverá priorizar estes trabalhadores. O motivo seria o fato deles já conhecerem as atividades e, assim, evitar prejuízos na continuidade dos serviços prestados.

Os detalhes sobre valor, extensão e duração do contrato devem ser divulgados ainda nesta semana pelo município.