Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Quarta Feira 18 de Maio de 2022

Menu

Geral

Deputado e governador articulam importação de fertilizante iraniano

Representantes de holding iraniana estiveram em Cuiabá nesta quinta-feira

Comércio exterior | 07 de Abril de 2022 as 16h 39min
Fonte: Redação

Foto: Assessoria

Para se precaver de um possível desabastecimento de insumos para o agronegócio, lideranças de Mato Grosso começam a mirar em novos parceiros comerciais para suprir a demanda de fertilizantes. Nesta quinta-feira (7), um reunião intermediada pelo deputado federal Neri Geller (PP), colocou na mesma mesa o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (UB), o vice-governador Otaviano Pivetta (Republicanos) e empresários da Holding iraniana, RAEHO. Geller já havia se reunido com o grupo em viagem ao Irã, juntamente com a então ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em fevereiro deste ano.

O Irã é um grande produtor de ureia no mundo. Somente a holding possui produção de 800 mil toneladas do fertilizante por ano. O objetivo do grupo é o fornecimento do fertilizante em troca do milho produzido pelo estado. “Este é o desdobramento de uma agenda que eu e o empresário Luiz Binotti tivemos junto com a ministra Tereza Cristina, no Irã, no início deste ano. E o objetivo é justamente aproximar o Estado deste importante país para estabelecer essa relação comercial, visto que o Irã também precisa importar milho, produto que Mato Grosso pode fornecer”, destacou Geller.

Com o comprometimento da importação dos fertilizantes russos devido à guerra na Ucrânia, Geller viabilizou o contato entre a holding e o Governo de Mato Grosso, como alternativa para que a produção do estado não fosse comprometida.

O governador Mauro Mendes deu as boas-vindas aos empresários, demonstrando o interesse do Poder Executivo em estabelecer um relacionamento com o país, de forma que todos os lados sejam beneficiados.

“Mato Grosso tem uma grande capacidade de produção de alimentos: é o que nós fazemos de melhor. Para manter a nossa produtividade e o crescimento de nossa produção, nós precisamos dos fertilizantes. Por parte do governo, nós vamos fazer o que for necessário, seja pela iniciativa privada ou pelo próprio governo, para aprofundar essa relação entre Mato Grosso e Irã”, pontuou Mendes.

Ainda na ocasião, o governador recebeu uma carta-convite para visitar o país e conhecer outras potencialidades, como a produção na indústria petroquímica e da ciência e tecnologia.