Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Segunda Feira 27 de Setembro de 2021

Geral

Defensor público promove festa com aglomeração em Sinop e acaba preso

No local, os policiais encontraram uma arma com registro vencido e droga na bolsa de uma das convidadas

Covid-19 | 26 de Abril de 2021 as 08h 25min
Fonte: Informações G1 MT

O defensor público Leandro Jesus Pizarro Torrano foi detido durante uma festa com aglomeração de pessoas e som alto na casa dele em Sinop, na madrugada deste domingo (25). No local, os policiais encontraram uma arma com registro vencido e droga na bolsa de uma das convidadas.

Leandro disse que reuniu alguns amigos para tocar violão em casa, no entanto, os participantes teriam chamado outras pessoas. Ele afirmou que não havia drogas na casa e que a quantidade encontrada pela polícia era de uma usuária.

“A polícia vistoriou minha casa inteira. Não foi encontrado drogas, não tenho vínculo com isso. A polícia encontrou uma quantidade de maconha na bolsa pessoal de uma das meninas chamadas por essas pessoas”, disse.

O defensor confessou que a arma encontrada é dele.

“Ela tem uma irregularidade, porque o registro está vencido, mas será regularizada. Tanto é que o delegado não me enquadrou a isso, me enquadrou apenas por pertubação do sossego. Não cometi qualquer crime funcional”, explicou.

A Polícia Militar informou que foram encontradas pelo menos 60 pessoas sem máscara dentro da casa. Em contrapartida, o defensor disse que eram 33 pessoas reunidas no local.

De acordo com a polícia, após uma denúncia anônima, uma equipe foi até o local e encontrou diversas pessoas na casa, sendo que, ao perceberem a presença da polícia, algumas correram para o fundo da residência.

Ainda segundo a polícia, o defensor estaria embriagado e pediu que outra pessoa se apresentasse como proprietário.

Leandro afirmou que o jovem que se apresentou aos policiais também mora na casa.

Em nota, a Associação Mato-grossense das Defensoras e Defensores Públicos (AMDEP) disse que o defensor não infringiu as normas sanitárias de saúde e que ele foi enquadrado por 'perturbação ao sossego'.

"Leandro é um profissional extremamente dedicado, com inúmeros trabalhados realizados em favor da população mais vulnerável, de repercussão estadual, sendo admirado por seus pares, de modo que essa ocorrência jamais terá o condão de ofuscar o brilhantismo de sua atuação dedicada e vocacionada", disse.

A polícia informou que todas os participantes da festa foram encaminhados à delegacia para prestar esclarecimentos.

Um aparelho de som que estava tocando na festa também foi apreendido.