Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 23 de Fevereiro de 2024

Menu

Caso em investigação

Criança tem reação alérgica e perde parte do braço em Upa de Sorriso

Conforme o relato da mãe, durante uma aplicação de soro, a veia da menina não foi encontrada, o que acabou infeccionando parte do braço da criança

Geral | 20 de Outubro de 2023 as 13h 18min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Reprodução

Uma criança de 5 anos portadora de síndrome de down teve parte do braço necrosado após sofrer uma reação alérgica depois de tomar uma medicação na veia nessa quarta-feira (18), em uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa) de Sorriso.

O Secretário de Saúde do município, Luis Fabio Marchioro, disse que o caso está sendo investigado e que as providências tomadas serão feitas dentro da legislação e do Conselho Regional de Medicina (CRM).

A mãe da criança relatou que procurou a unidade de saúde por causa de uma infecção na garganta da filha. Segundo ela, após a aplicação de uma injeção, a menina começou a passar mal.

Em seguida, durante uma outra aplicação de soro, a veia da menina não foi encontrada, o que acabou infeccionando e necrosando parte do braço da criança, conforme relato da mãe.

A mãe ainda contou que havia dito ao médico para não aplicar a injeção na filha e mostrou para ele os remédios que a menina estava tomando. De acordo com ela, o profissional disse que a medicação via oral não estava fazendo efeito e, após aplicação de uma injeção, a criança ficaria bem.

A mãe disse que, poucos minutos após a aplicação, a filha já mostrou sinais de uma reação alérgica. A menina foi encaminhada para uma outra unidade saúde e precisou fazer uso de balão de oxigênio.

"Eles estão medicando ela e fazendo todos os procedimentos, vamos ver o que vão fazer para cicatrizar o estrago que foi feito no braço dela. Estou muito preocupada com a saúde da minha filha", disse.

O vereador do município, Maurício Gomes, também cobrou providências por parte da Secretaria Municipal de Saúde.