Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Sexta Feira 01 de Março de 2024

Menu

Em 2023

Corpo de Bombeiros atendeu mais de 63,6 mil ocorrências em todo o Estado

O maior número de atendimentos foi na área pré-hospitalar: 40 mil ocorrências

Geral | 15 de Janeiro de 2024 as 06h 57min
Fonte: José Lucas Salvani | Secom-MT

Foto :Christiano Antonucci - secom MT

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso atendeu 63.651 ocorrências ao longo de 2023, um aumento de 8% se comparado com 2022, quando foram registradas 58.569 ocorrências. O maior número de atendimentos realizados foi na área pré-hospitalar, com mais de 40 mil ocorrências em todo o Estado.

“Mais de 63 mil atendimentos em um ano é sinônimo de eficiência, graças aos investimentos que o Governo de Mato Grosso tem feito em nossa corporação desde o início da atual gestão. O Corpo de Bombeiros de 2018 não é o mesmo de 2024. Hoje somos uma instituição com uma estrutura robusta e homens altamente equipamentos”, afirma o comandante-geral dos Bombeiros, coronel Alessandro Borges.



Na área pré-hospitalar, um dos atendimentos mais marcantes aconteceu em novembro, quando uma criança engasgada foi salva pelo tenente-coronel Marco Aires, comandante do Batalhão de Emergências Ambientais.

Na ocasião, o militar estava no primeiro piso do Batalhão, em uma ligação, quando avistou uma mulher saindo de um veículo em desespero, com uma bebê em seus braços, que apresentava sinais de asfixia. Ele pegou a criança no colo e iniciou a manobra de Heimlich, uma técnica de primeiros socorros utilizada em casos de emergência por engasgo. Após algumas tentativas, o oficial teve sucesso no desengasgo da criança.



“No momento, tive frieza e tranquilidade para realizar a manobra de desobstrução das vias aéreas da criança, restabelecendo sua respiração e tranquilizando a todos que a levaram no quartel”, contou o bombeiro militar.

Entre todos os atendimentos pré-hospitalares realizados em 2023, 22,6% foram referentes a acidentes de trânsito, o equivalente a 14,5 mil. Desse total, 10,6 mil são acidentes com motocicleta e 2 mil são com automóveis, enquanto o restante envolveu bicicletas, caminhões, caminhonetes, ônibus e pedestres.

Proteção, Busca e Salvamento
 
Ao longo de 2023, mais de 8,5 mil atendimentos de Proteção, Busca e Salvamento foram realizados em Mato Grosso. Um dos principais casos atendidos pela corporação foi em janeiro, quando um homem que se perdeu em uma região de mata em Guiratinga (a 328 km de Cuiabá).

Foram dois dias de buscas, com auxílio de um cão farejador. A vítima foi encontrada com vida e não necessitou de atendimento médico, ficando aos cuidados dos familiares. 
 
Já em setembro, o Corpo de Bombeiros resgatou um homem que ficou preso em um elevador, no quarto andar de um prédio em Lucas do Rio Verde (a 331 km de Cuiabá). O fato aconteceu após uma queda de energia elétrica, gerando o travamento total do  elevador.

Mais da metade das ocorrências de Proteção, Busca e Salvamento, 4,7 mil, foram com animais agressivos ou em locais de risco, como a cadela que havia se perdido na serra da região do Rio do Peixe, zona rural do município de Alto Araguaia (a 422 km de Cuiabá). O animal estava preso em uma fenda de rocha a 45 metros de altura, sem conseguir sair do local.
 
A operação de resgate, que durou cerca de quatro horas, contou com drone para descobrir o local exato em que a cadela estava. Após o resgate, o animal foi entregue aos cuidados do tutor, saudável e sem ferimentos.

Outra ocorrência que se destacou foi o resgate de uma jaguatirica na garagem de uma residência do bairro São Gonçalo, em Cuiabá. O animal foi resgatado com apoio da equipe do oficial de área e ferramentas de captura, e foi encaminhado em segurança para a polícia ambiental, para devida avaliação médica e providências.

Combate a incêndios
 
No ano passado, foram 6,1 mil atendimentos de combate a incêndios em diversas áreas: aeronave, edificação ou instalação, embarcação, lixo ou entulho, produto perigoso, vegetação, veículo terrestre e outros.

Em junho de 2023, o Corpo de Bombeiros extinguiu um incêndio de grandes proporções em um frigorífico em Diamantino (a 255 km de Cuiabá). Foram empenhados 17 bombeiros, três viaturas de combate aos incêndios e caminhonetes. Não houve vítimas.
 
Posteriormente, em julho, em uma ação rápida, uma equipe extinguiu um princípio de incêndio em silo com grãos de soja, em Tapurah (a 404 km de Cuiabá), garantindo a preservação de 270 mil sacas da mercadoria.

Já entre outubro e novembro do ano passado, os Bombeiros, juntamente co a Defesa Civil e o Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAer), se dividiram em oito frentes para combater os incêndios florestais no Pantanal mato-grossense. Foram 120 homens empenhados, além de três aviões, helicóptero, 11 barcos e 13 caminhonetes para o deslocamento das equipes.
 
O combate a incêndios florestais em 2023 contou com o investimento de R$ 38 milhões, de um total de R$ 72 milhões destinados para o combate de crimes ambientais.

Outras ocorrências

Em 2023, o Corpo de Bombeiros também atendeu 519 ocorrências de emergência com produtos perigosos. A corporação também realizou 8,2 mil atividades comunitárias, como a prevenção em eventos em geral e palestras.