Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Terça Feira 16 de Abril de 2024

Menu

Confira dicas

Como aumentar restituição do Imposto de Renda 2024?

É possível aumentar restituição do Imposto de Renda 2024 quando o contribuinte declara gastos dedutíveis, como despesas com saúde, educação e pensão

Geral | 19 de Março de 2024 as 09h 50min
Fonte: Alan Souza para o TechTudo

Foto: Mariana Saguias/TechTudo

A declaração do Imposto de Renda 2024 começou na última sexta-feira (15) e alguns contribuintes podem ter a oportunidade de aumentar o valor da restituição. O cálculo consiste na devolução de valores pagos a mais à Receita Federal e alguns gastos dedutíveis, como saúde e previdência, podem ser incluídos na lista. O programa do IRPF 2024 pode ser baixado no computador, mas também é possível fazer a prestação de contas no app Meu Imposto de Renda para celulares Android e iPhone (iOS) até o dia 31 de maio. A seguir, confira algumas dicas de como aumentar o valor da restituição do Imposto de Renda 2024.

 

Imposto de renda 2024: como consultar restituição?

Para consultar a situação da restituição, o contribuinte (ou o seu representante legal) precisa acessar o sistema da Receita Federal e consultar a restituição IRPF. Mais informações sobre a declaração, podem ser conferidas pelo canal Meu Imposto de Renda, disponível tanto em versão web quanto no aplicativo. O cronograma de pagamento das restituições do tributo já foi estabelecido. Veja abaixo as datas:

  • Primeiro lote: 31 de maio;

  • Segundo lote: 28 de junho;

  • Terceiro lote: 31 de julho;

  • Quarto lote: 30 de agosto; e

  • Quinto e último lote: 30 de setembro.

 

Como aumentar restituição do IRPF 2024? Veja dicas

1. Guarde recibos

O contribuinte que tiver notas fiscais de despesas e investimentos que são dedutíveis, e declará-las à Receita, consegue aumentar o valor da restituição. Gastos que envolvam saúde e educação, por exemplo, são despesas que podem gerar algum retorno ao fim da declaração.

2. Faça doações

Contribuições para fundos públicos no âmbito do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ou no Estatuto do Idoso, e para projetos listados nas leis de incentivo à cultura e ao esporte, podem ser deduzidas em até 6% da base do imposto.

3. Tenha previdência privada

Contribuintes que possuam valores associados a previdência privada podem garantir uma redução do tributo anual em até 12% da base de cálculo do IRPF.

4. Inclua dependentes

Filhos de 21 anos (ou até 24, caso estejam matriculados em curso de ensino superior ou técnico) ou cônjuges podem ser adicionados na declaração e garantir que R$ 2.275,08 sejam abatidos.

5. Declare pensão alimentícia

Declarantes que realizem pagamentos de pensão alimentícia devido à decisão judicial, podem deduzir este valor do imposto de renda.

6. Escolha o maior valor de restituição

Ao fim do preenchimento, a tela mostra uma previsão do valor da restituição. Caso haja alguma quantia a receber, selecione a opção de maior valor em “Deduções Legais” ou “Imposto Simplificado”.

Com informações da Receita Federal, Valor, O Globo e Agência Brasil.