Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Terça Feira 16 de Abril de 2024

Menu

Segundo levantamento

Com índice de 41%, Mato Grosso é o terceiro estado do país com maior taxa de demissões voluntárias

No país, as demissões voluntárias bateram recorde no ano passado

Geral | 23 de Fevereiro de 2024 as 13h 33min
Fonte: O documento

Foto: Divulgação

Mato Grosso é o terceiro estado com maior taxa proporcional de pedidos de demissões voluntárias em 2023 com 41,7%, atrás de Santa Catarina (45,2%) e Mato Grosso do Sul (43,8%). As informações constam no levantamento feito pela LCA Consultores com base em dados do Ministério do Trabalho e Emprego.

No país, as demissões voluntárias bateram recorde no ano passado, com 7,3 milhões de desligamentos voluntários, em um universo de 21,5 milhões de demissões. Um índice de 34%.

A maior parte dos desligamentos voluntários foi solicitada por pessoas com pós-graduação completa (46,9%) e trabalhadores com mestrado e ensino superior completo, com 42%. Por outro lado, quem tem menos escolaridade não tendem a trocar de emprego.

O levantamento indicou ainda que os mais jovens foram os que mais aderiram às demissões voluntárias em 2023. A faixa etária de 18 a 24 anos teve uma taxa de 39,5%. Completaram o pódio, as pessoas com idades entre 25 e 29 anos (36,5%) e aqueles com até 17 anos (36,5%).

À CNN, o pesquisador da FEEx, professor de pós-graduação e consultor empresarial, Filipe Fonoff, explica que existem dois fatores que levam a esses indicadores: taxa de desemprego reduzida e dinamismo maior do mercado de trabalho.

Mato Grosso e outros dois estados com maiores índices de demissões voluntárias possuem pequenas taxas de desemprego, enquanto a média nacional foi de 7,8% em 2023, a menor em quase dez anos, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). “Quando você olha para as menores taxas de desemprego do país que são as de Rondônia e Mato Grosso, isso quer dizer, que além do fator do pleno emprego, o cenário do trabalho brasileiro também depende da facilidade e rapidez que a população consegue ocupar outros postos de trabalho, inclusive, com melhores situações, diz Fonoff.