Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Terça Feira 16 de Abril de 2024

Menu

Atropelamento

Chefe de gabinete é exonerado após atropelar desafeto em Nobres

Homem está foragido e vítima em estado grave

Geral | 06 de Fevereiro de 2024 as 05h 10min
Fonte: Folha Max

Foto: Reprodução

Elison Guilherme Goila, de 28 anos, foi exonerado do cargo de chefe de gabinete na Câmara Municipal de Nobres nesta segunda-feira (5) após ter sido apontado como o motorista que atropelou propositalmente um homem de 41 anos na madrugada deste sábado (3) na cidade turística. Goila ainda não se apresentou à polícia para prestar esclarecimentos. 

Conforme noticiado neste domingo, a vítima sofreu diversos ferimentos e precisou ser transferida para Cuiabá, dada a gravidade de seu quadro de saúde. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima e o suspeito teriam iniciado a briga próximo a um espetinho no bairro Jardim Paraná.

Populares que estavam no local teriam visto o momento em que Elison teria empurrado a vítima e, após a discussão, o servidor público chegou a atropelar a vítima duas vezes. O crime foi registrado pelo circuito de segurança de estabelecimentos próximos.

A gravação mostra que ele pega o veículo Tracker de cor preta e sai devagar, sendo acompanhado por algumas pessoas. Logo mais à frente, ele manobra e volta subindo com o veículo sobre a calçada para atingir a vítima de maneira proposital, por duas vezes.

Após bater o carro contra o desafeto e deixá-lo ferido e caído no asfalto, o chefe de gabinete fugiu do local do crime. O homem machucado foi socorrido por testemunhas e encaminhado para um hospital.

Segundo o Portal da Transparência, o suspeito do atropelamento estava lotado na Casa de Leis. O 7º Batalhão de Nobres e Rosário Oeste afirmou que Elison Guilherme está sendo procurado por tentativa de homicídio. A investigação do caso será conduzida pela Polícia Civil.