Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Sábado 24 de Fevereiro de 2024

Menu

Em Várzea Grande

Campus da UFMT e novo terminal rodoviário tem recursos de emendas garantidos

Kalil Baracat se reuniu com pró-reitores da UFMT e com o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, além do senador Jayme Campos e garantiu apoio da administração municipal para transformar a cidade em um polo educacional

Geral | 25 de Outubro de 2023 as 16h 59min
Fonte: Secom- VG

Foto: Secom-VG

Várzea Grande deve se tornar em breve um Polo Educacional com formação de mão de obra especializada para uma série de profissões consideradas de nível elevado e para novas profissões que estarão vinculadas ao Parque Tecnológico que também está com as suas obras em andamento para serem entregues em 2024 na região leste da cidade próximo a Capital do Estado.

Com recursos federais provenientes de emendas parlamentares no Orçamento Geral da União, no total de R$ 45 milhões, de autoria do senador Jayme Campos e do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho, as obras do Campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) deverão ser concluídas nos próximos meses, depois de terem ficado paralisadas por falta de recursos e por problemas com as empresas que venceram o processo licitatório e que tiveram que ser substituídas.

Também foram confirmados recursos de emendas parlamentares do senador Jayme Campos e do deputado Emanuel Pinheiro Neto para as obras do Terminal Rodoviário de Várzea Grande. Jayme Campos já havia sinalizado com R$ 7,5 milhões e o deputado Emanuel Pinheiro Neto, assegurou outros R$ 5 milhões.

As obras do novo Terminal Rodoviário que ficará na Rodovia Mário Andreazza, próximo ao Chapéu do Sol e do Campus da UFMT e ao Parque Tecnológico será executado com empréstimo que os vereadores de Várzea Grande autorizaram o prefeito Kalil Baracat a contratar junto a organismos financeiros oficiais, provavelmente a Caixa Econômica Federal, por estar, Várzea Grande com sua situação financeira em ordem e ter capacidade de endividamento.

O prefeito Kalil Baracat recebeu o Pró-Reitor da Universidade Federal de Mato Grosso, Adelmo Carvalho da Silva, acompanhado por Caiube Emanuel Souza Kuhn, Pró-Reitor em Exercício do Campus da UFMT em Várzea Grande, substituindo a Pró-Reitora, Ilse Campos e Júlio César Carvalho de Miranda, PHD em Química, e coordenador dos cursos de engenharia, para discutir uma série de medidas que a Administração Municipal deverá colocar em prática para que a unidade possa funcionar e garantir o acesso dos acadêmicos quando a unidade estiver em funcionamento.

“Dar meios de funcionamento desta nova unidade é fundamental e importante na formação de novos profissionais”, disse o Pró-Reitor Adelmo Carvalho da Silva para quem nos próximos anos Várzea Grande se tornará polo educacional e com a oferta de mão de obras para novos profissionais e para empresas que estão sinalizando se instalar no Parque Tecnológico, pois, todos estarão na mesma região do Chapéu do Sol.

Constituído para atender a cursos de Engenharia de Transporte; Engenharia de Minas; Engenharia Química; Engenharia de Controle e Automação e Engenharia de Computação, o Campus UFMT Várzea Grande vai ainda ter especialização em Software, Produção e Bacharelado em Ciência e Tecnologia e pós-graduação em Bioenergia e Engenharia Ferroviária. Os cursos do Campus da UFMT em Várzea Grande têm uma expectativa de atender até 4 mil alunos fora aqueles alunos em especialização ou em curso online.

“Várzea Grande reafirma seu propósito em atender todas as demandas decorrentes da implantação tanto do Campus da UFMT/VG como do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT, também na região do Chapéu do Sol e do Parque Tecnológico, pois compreendemos a importância de nos tornar um polo educacional e principalmente de formar mão de obra de novas profissões que estão surgindo e que são consideradas essenciais para o Brasil e para as pessoas, principalmente em Mato Grosso que está crescendo sua economia baseada no agronegócio e suas áreas”, explicou o prefeito Kalil Baracat.

O deputado Emanuel Pinheiro Neto, afiançou aos presentes os recursos federais para as obras da UFMT em Várzea Grande estimadas em R$ 45 milhões para obras e equipamentos, através de emendas do senador Jayme Campos e dele próprio, sinalizando crença de que após muitos problemas a mesma vai se tornar uma realidade e abrir novas perspectivas para todos.

“Estamos buscando as melhores chances de contemplar a segunda maior cidade de Mato Grosso e estamos todos da bancada federal imbuídos em ajudar ao prefeito Kalil Baracat em transformar Várzea Grande. Por ser a segunda maior cidade e estar ao lado de Cuiabá, fato que leva a mesma, a ser procurada por moradores de outras cidades e de outros estados em busca de melhores oportunidades de estudos é que estamos investindo na conclusão das obras do Campus da UFMT e no Terminal Rodoviário”, disse Emanuel Pinheiro Neto.