Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Domingo 14 de Julho de 2024

Menu

Sinop

Bolsonaro fala de Ferrogrão, conquistas para o Agro e eleições municipais em discurso

“Voto com razão”, freio no MST e logística para escoar produção fizeram parte do discurso em Sinop

Geral | 17 de Abril de 2024 as 17h 10min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto área da Praça da Bíblia, em Sinop, durante o discurso de Bolsonaro Foto: Mauricio Vitorino

Na Praça da Bíblia, no centro de Sinop, o ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, fez um discurso para um grande público de apoiadores e simpatizantes na tarde desta quarta-feira (17). Em um carro de som, Bolsonaro fez críticas ao governo PT, enalteceu sua popularidade nos locais que tem percorrido e reforçou seus pilares políticos. “São 4 palavras: Deus, pátria família e liberdade. Esse é o nosso piso, essa é a nossa base”, discursou.

O ex-presidente também falou sobre a Ferrogrão – a estrada de ferro projetada entre Sinop e o Porto de Miritituba no Pará, obra que é aguardada desde 2010. Bolsonaro disse que cabe esperar a Justiça para que libere as obras. “Aqui é o coração do agro, o futuro do Brasil. A saída para Miritituba é importantíssima para todos vocês”, declarou. Durante os 4 anos de governo de Bolsonaro não houveram avanços na tramitação do projeto da ferrovia.

Sobre o agronegócio, Bolsonaro listou as ações que considerou mais importante em seu governo. “O que fizemos pelo agro? Nós não atrapalhamos o agro. Nós fomos negociar fertilizantes na Rússia e não criamos nenhum problema que viesse em nos prejudicar em outras ações. Nós demos o porte estendido de armas para quem é do campo. Reorganizamos os pedágios, diminuindo os valores. Começamos a fazer pontes, em vários lugares onde as balsas estrangulavam o fluxo de produtos e, encerrando, não tivemos invasão de terras. O MST não trabalhou. Não demarquei nenhuma terra indígena. Não demarcai nenhum só quilombola. Fizemos o que tinha que ser feito por vocês”, discursou.

Bolsonaro também falou das eleições municipais que ocorrem em 2024. “Escolham pela razão. Não escolham prefeitos e vereadores pela emoção. Votem em quem vocês acreditam. O resto vem depois”, recomendou.

O ex-presidente também comentou a realização de uma nova mobilização, marcada para o próximo domingo (21), em Copacabana, no Rio de Janeiro. “Faremos uma próxima grande ação”, declarou.