Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa tarde, Domingo 14 de Julho de 2024

Menu

Surpresa incomum

Bebê de um ano escapa de casa engatinhando com seu cachorro e é salvo pela polícia, na Argentina

Quando encontraram a mãe do bebê, ela estava "consternada, porque não tinha percebido o que havia acontecido"

Geral | 14 de Maio de 2024 as 14h 24min
Fonte: Por La Nacion — Córdoba, Argentina - O globo

Foto: Reprodução

Durante a madrugada desta terça-feira, os policiais de Córdoba se depararam com uma surpresa incomum. Algo se movia por uma rua de terra no bairro Villa La Lonja: um bebê de apenas um ano de idade rastejava, acompanhado apenas por seu cachorro. Em meio a uma noite fresca, e graças à ajuda dos moradores, os policiais começaram uma busca casa por casa até encontrarem a casa do menor. Segundo a mãe do bebê disse aos policiais, afirmando que não havia percebido a ausência de seu filho, ela adormeceu profundamente e foi então que ele escapou pela porta.

Tudo começou por volta das 3h30 da madrugada, quando as câmeras de segurança detectaram um menino sozinho rastejando em uma rua de terra, nas proximidades do cruzamento entre Manuel Astrada e Río Negro. "Uma patrulha que temos na área se aproximou do local", disse o subcomissário Ariel Britos da polícia de Córdoba em conversa com o TN. Uma vez garantido o bebê, os policiais começaram então a investigar nas residências localizadas ao lado de uma estrada para ver se o menor vinha de lá.

Pouco a pouco, os moradores começaram a se aproximar. Uma mulher até chegou com um casaco para agasalhar o bebê; também colocaram novas meias nele. Até houve aplausos, como se fosse uma criança perdida em uma praia, para encontrar o responsável pelo menor.

Quando encontraram a mãe do bebê, ela estava "consternada, porque não tinha percebido o que havia acontecido", disse o subcomissário. Ao entrevistá-la, sempre de acordo com o oficial Britos, a mulher de 24 anos disse que estava dormindo e cobrindo o menino quando adormeceu profundamente. Nem ela nem seu parceiro perceberam que seu filho não estava na casa.

— Parece que o menino escorregou e o cachorrinho deles conseguiu abrir uma porta. Parece que o cão tem o hábito de fazer isso", acrescentou Britos. O subcomissário destacou que a história poderia ter tido um final completamente diferente porque o menino, que rastejou cerca de 70 metros de sua casa até onde foi encontrado, estava muito perto de chegar a uma estrada movimentada. "O cachorro nunca se afastou da criança, sempre esteve ao seu lado — disse o oficial.