Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Sábado 13 de Julho de 2024

Menu

Mutirão

450 atendimentos são realizados durante mutirão De Olho no Futuro

Em 9 edições, mais de 15 mil crianças já foram atendidas

Geral | 26 de Junho de 2024 as 09h 42min
Fonte: Assessoria

Foto: Divulgação

Um total de 450 atendimentos foram realizados neste domingo (23) durante o projeto social “De Olho no Futuro”, que em 2024 chegou à sua 9ª edição. Além de Sinop, também foram atendidos estudantes de Santa Carmem (120) e Terra Nova do Norte (150).

Os pequenos que chegavam, acompanhados dos pais, passavam por uma nova triagem, consulta oftalmológica, e nos casos de necessidade, direcionados para a solicitação de óculos.

A pequena Manuela, de 6 anos, começou a reclamar em casa sobre visão embaçada, e a mãe, Marcela Salvador, aproveitou a oportunidade para levar a filha até o mutirão. “Ela estava tendo dificuldades na escola, a professora comentou comigo, e com esse projeto a gente pôde ter um atendimento excelente, gratuito, e que vai fazer com o que o desempenho dela melhore”, contou a mãe.

O professor Mário Sugizaki é um dos idealizadores, que é realizado desde 2015. “Nós dividismo em etapas. Na primeira, acadêmicos e professores da UFMT vão às escolas avaliar as crianças. Na segunda etapa, os estudantes com dificuldades passam pelo mutirão, realizado no Dois Pinheiros. Por último, os alunos que precisarem utilizar óculos de correção recebem as lentes e a armação, tudo sem custo às famílias”.

Ao todo, mais de 15,5 mil crianças da rede municipal de ensino já foram atendidas. “Levar esse atendimento às crianças é um papel essencial do Rotary. Nós envolvemos muitos alunos nas diversas etapas do projeto e corremos atrás de parceiros para custear tudo, mas o resultado é gratificante”, explica Juliana da Silva Agostini presidente do Rotary Club Sinop Teles Pires.

E ela tem razão. Além do atendimento em saúde, são oferecidos gratuitamente às crianças e responsáveis cachorro-quente, refrigerante, pipoca, sorvete e também brincadeiras.

O médico oftalmologista e diretor técnico do hospital, Dr. Douglas Yanai, lembra que o projeto está expandindo para outras regiões. “Nós avançamos nas questões sociais, e criamos agora o Instituto Dois Pinheiros para agregar todas as ações sociais da instituição. Estamos avançando em nível regional e estadual. E agora, recentemente, a proposta do projeto está se estendendo até São Bernardo do Campo, na grande São Paulo”, destacou Yanai.

O projeto é desenvolvido pela UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), campus Sinop, com parceria do Rotary Club Sinop Teles Pires, Hospital Dois Pinheiros, Óticas Carol, além de diversos apoiadores, como Unicred, Unimed, Vidraçaria Guaporé e Laboratório Santa Mônica.