Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Boa noite, Quarta Feira 24 de Julho de 2024

Menu

Sinop

Time de futebol americano consegue acesso a recurso federal

Sinop Coyotes teve projeto aprovado para captar R$ 385 mil através da lei de incentivo ao esporte

Esporte | 26 de Outubro de 2023 as 16h 39min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Divulgação

O Ministério do Esporte, através da sua secretaria executiva, publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira (25), a relação de projetos desportivos aprovados para captar recursos a partir da Lei nº 11.438 de 29 de dezembro de 2006 – mais conhecida como Lei de Incentivo ao Esporte. Entre 71 projetos aprovados, um é de Sinop.

A iniciativa contemplada vem de um esporte não muito popular: o futebol americano. O Sinop Coyotes, equipe que pratica e difunde a modalidade na cidade, teve seu projeto voltado para os juniores (formação de base), aprovado pelo Ministério. O time está autorizado a captar R$ 385.603,74 para desenvolver a iniciativa proposta ao Governo Federal. O período de captação vai até outubro de 2025.

O incentivo não significa dinheiro caindo na conta. Agora o Sinop Coyotes precisa buscar parceiros, patrocinadores e doadores dispostos a antecipar seus impostos federais, passando para o clube. Em suma, ao invés de pagar o imposto para o governo, doador opta por destinar o dinheiro para o projeto de futebol americano das categorias de base.

Pessoas jurídicas (empresas e similares), podem destinar até 2% dos seus impostos para o projeto. Já pessoas físicas podem repassar até 7%. O tributo de referência é o Imposto de Renda. Empresas e pessoas físicas que aportarem dinheiro no projeto recebem uma espécie de “crédito” a ser abatido no imposto de renda do próximo exercício.

Em Mato Grosso, além do Sinop Coyotes, a Associação Mato Grossense dos Veteranos de Judô teve um projeto aprovado. A instituição, com sede na capital Cuiabá, foi autorizada a captar R$ 634.343,08.