Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 17 de Setembro de 2021

Economia

ICMS do etanol em Mato Grosso é 12,5%

Nas notas fiscais emitidas por postos de combustível, a alíquota aparece como 25%

Economia | 19 de Março de 2021 as 16h 52min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: Divulgação

Afinal, qual é o peso do imposto estadual no preço do etanol? Em meio a uma guerra que busca os culpados pelo alto custo dos combustíveis, federação e estados tentam explicar para a população qual é a fatia que cada ente toma.

Em Mato Grosso, a discussão da semana foi em torno do ICMS cobrado no Etanol. O combustível renovável é produzido em grande escala no Estado. Consumidores demonstraram insatisfação aos se depararem com notas fiscais apontando uma alíquota de 25% de ICMS no etanol. Ou seja, de cada 10 litros que o cidadão paga, 2,5 litros ficam com o Estado.

Embora estejam impressos nos tickets e notas, esse não é o valor real cobrado pelo tributo Estadual. É o que explica o Sindipetróleo – que representa as empresas de combustível que atuam em Mato Grosso.

Segundo sindicato, o Estado confere um desconto de 25% no ICMS do etanol. Para fins de cálculo, o valor do imposto recolhido de fato é de R$ 12,5%.

Ou seja, daquela abastecida de R$ 50,00, pelo menos R$ 6,25 vão para o Estado em forma de ICMS (Imposto Sobre Comercialização de Mercadorias e Serviços).

O preço médio do etanol hoje em Mato Grosso é de R$ 3,49 o litro. O combustível teve variação de preço na casa dos 22% desde o início do ano. Apesar da alta, o etanol continua sendo uma boa alternativa para quem dirige um carro flex.

A conta que a ANP (Agência Nacional do Petróleo), faz considera vantajoso abastecer com etanol quando o preço do combustível fica baixo de 75% do preço da gasolina. Comparando o preço médio, em Mato Grosso o etanol custa 69% do valor da gasolina. É a segunda melhor relação em favor do etanol, perdendo apenas para o Estado de Goiás.