Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 08 de Dezembro de 2023

Menu

Dia comemorativo

Dia dos pais deve movimentar mais de R$ 300 milhões na economia de MT, diz pesquisa

O levantamento entrevistou 250 pessoas em 32 municípios do estado, entre os dias 6 e 27 de julho e, segundo os realizadores, possui margem de erro estimada em 3% para mais ou para menos

Economia | 02 de Agosto de 2023 as 06h 53min
Fonte: Redação G1-MT

Foto: Marcus Mesquita/Prefeitura de Cuiabá

O movimento do comércio nas vendas para o próximo Dia dos Pais deve ter crescimento maior que o registrado no ano passado, segundo pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT).

O levantamento aponta que o comércio do estado deve movimentar cerca de R$ 381 milhões em comemoração a data.

De acordo com os dados, os 47% dos entrevistados afirmaram que pretendem realizar compras para a celebração, representando quatro pontos percentuais a mais do que o mesmo período do ano passado, que foi de 43%.

A média de pretensão de gastos neste ano também ficou maior, atingindo um valor de R$ 222,84, enquanto em 2022 o valor registrado foi de R$ 200,60, determinou a pesquisa.

Ao todo, o levantamento entrevistou 250 pessoas em 32 municípios de Mato Grosso, entre os dias 6 e 27 de julho e, segundo os realizadores, possui margem de erro estimada em 3% para mais ou para menos.

 

Opções de presentes

  • 60% irão comprar roupas e acessórios

  • 14% planejam comprar cosméticos e perfumes

  • 9% pretendem comprar sapatos

  • 1% afirmam que comprarão eletrônicos, como celulares, tablets e outros

  • 15% disseram que ainda não sabem o que comprarão

 

Quanto aos locais escolhidos pelos para realizar as compras, os centros das cidades se mostraram os preferidos, com 64%, seguido de outros 15% dos shoppings centers, 12% de sites e aplicativos, 5% de vendedores independentes, 4% em lojas do bairro onde moram e 1% em supermercados.

Dentre os que responderam que não irão as compras, a maioria justificou não comemorar a data, com 71%. Em em seguida, 16% apontam dificuldades geográficas, ou seja, não moram próximo a pessoa que desejam presentear. Além disso, 11% não compraram nada por falta de condições financeiras.

Neste ano, a data comemorativa caíra no dia 13 de agosto.