Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Bom dia, Sexta Feira 23 de Fevereiro de 2024

Menu

Expectativa positiva

52% dos brasileiros estão otimistas com a economia, diz pesquisa

14% dos entrevistados expressaram a previsão de uma piora em suas condições financeiras

Economia | 21 de Dezembro de 2023 as 14h 04min
Fonte: Isso é Notícia

Foto: Divulgação

A mais recente pesquisa PoderData, realizada entre os dias 16 e 18 de dezembro de 2023, mostrou um cenário de otimismo entre os brasileiros em relação à melhoria de suas situações financeiras pessoais nos próximos seis meses.

Segundo os dados levantados, 52% dos entrevistados manifestaram a expectativa positiva, revelando um acréscimo de 3 pontos percentuais, desde a última sondagem realizada em junho.

Por outro lado, 14% dos entrevistados expressaram a previsão de uma piora em suas condições financeiras, enquanto 29% acreditam que a situação permanecerá inalterada no período analisado.

 

Perspectivas com relação a economia brasileira. (Foto: Reprodução)

A análise histórica destacou um crescimento significativo de 28 pontos percentuais na expectativa de melhora em comparação com novembro de 2021 e um aumento de 18 pontos em relação a setembro de 2020, períodos nos quais a economia mundial enfrentava os impactos mais severos da pandemia de covid-19.

A abrangência da pesquisa englobou 2.500 entrevistas distribuídas em 244 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, e o intervalo de confiança atinge 95%.

A metodologia adotada visa representar proporcionalmente a diversidade da sociedade brasileira, abordando variáveis como sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica.

 

Perfil dos entrevistados durante a realização da pesquisa PoderData. (Foto: Reprodução)

A análise por faixas demográficas, por sua vez, revelou que os mais otimistas em relação à melhoria financeira nos próximos seis meses são os jovens de 16 a 24 anos (56%), os moradores da região Sul (58%), aqueles que concluíram o ensino médio (55%) e os que recebem até dois salários mínimos (53%).

Em contrapartida, a perspectiva de piora é mais significativa entre os adultos de 25 a 44 anos (16%) e os residentes do Centro-Oeste (16%).

 

Estratificação da pesquisa. (Foto: Reprodução)

A pesquisa também explorou a relação entre a perspectiva econômica pessoal e a aprovação do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Tanto entre os eleitores que aprovam quanto entre os que desaprovam a gestão, a maioria expressou otimismo em relação às suas finanças nos próximos seis meses, com taxas de 51% e 52%, respectivamente.

 

Perspectiva com relação a economia brasileira x aprovação do governo do presidente Lula. (Foto: Reprodução)