Bom dia, Segunda Feira 18 de Novembro de 2019

Política

Vereadores de 16 cidades montam lista com as demandas do Nortão

Grupo levará pauta de demandas para os membros da bancada federal, em Brasília

Santa Carmem | 07 de Agosto de 2019 as 16h 41min
Fonte: Jamerson Miléski

Foto: GC Notícias

Um grupo de vereadores de 16 municípios do Norte de Mato Grosso, autodenominado “União Parlamentar Vale do Teles Pires”, está formulando uma lista com as demandas da região que será apresentada aos membros da bancada federal, em Brasília. O grupo esteve reunido na manhã de hoje, quarta-feira (7), no município de Santa Carmem, finalizando a pauta de reivindicações.

Essa foi a 5ª reunião realizada pela União Parlamentar Vale do Teles Pires. Formada em fevereiro desse ano, a União agrupa os representantes dos poderes legislativos dos municípios de Sorriso, Sinop, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Vera, Ipiranga do Norte, Nova Ubiratã, Itanhangá, Tapurah, Feliz Natal, Santa Rita do Trivelato, Cláudia, União do Sul, Santa Carmem, Nova Maringá e Tabaporã. A proposta é unir os representantes políticos locais afim de aumentar a representatividade dessas cidades na busca por resolver as grandes demandas da região – cujas competências normalmente recaem sobre o Estado e o Governo Federal. A União é presidida pelo presidente da Câmara de Sorriso, Cláudio Oliveira.

A reunião dessa quarta-feira foi coordenada pela vereadora de Santa Carmem, Luleide Cabral. De Sinop estiveram presentes os vereadores Hedvaldo Costa (PR), Professora Branca (PR), Luciano Chitolina (PSDB), Joacir Testa(PDT) e Leonardo Visera (PP). Segundo Luleide, nesta reunião foi determinada a pauta que será levada às lideranças de Mato Grosso no Congresso Nacional.

A comitiva a Brasília está marcada para o dia 14 de agosto – próxima quarta-feira. Os vereadores já tem uma agenda anotada com o senador Wellington Fagundes (PR-MT) e com os 8 deputados federais que compõem a bancada de Mato Grosso.

Entre os temas que devem ser discutidos pela União está a concessão da BR-163 e a não execução das obras de duplicação previstas no contrato, o avanço da concessão para Ferrogrão (Ferrovia Sinop-Miritituba), reforços no orçamento Estadual para saúde e gestão hospitalar, investimentos em telefonia móvel e internet, novas unidades do IFMT (Instituto Federal de Mato Grosso), e a implantação de escolas militares.

 

Vereadores em bloco

Apesar de recente, a União Parlamentar Vale do Teles Pires vem ocupando espaços importantes na gestão pública da região. O grupo passou a ocupar duas cadeiras no consórcio intermunicipal de saúde dessa região.

Em junho desse ano a União também encampou a causa dos produtores rurais, criticando a tentativa do estado de incidir o Fethab sobre o milho.

Para o presidente, Claudio Oliveira, a União é uma forma de colocar os vereadores da região na mesma mesa de debate. “Agora, que todos estão falando a mesma língua, fica mais fácil de seguir um norte para melhorar a vida da população”, concluiu.

COMENTARIOS