Bom dia, Domingo 25 de Outubro de 2020

Política

MP alega que Taques está inelegível até 2026 e pede impugnação de candidatura ao Senado

Candidato ao Senado sofreu condenação no TRE por conduta ilegal a agente público no pleito de 2018

Imbróglio Jurídico | 29 de Setembro de 2020 as 17h 39min
Fonte: Alexandra Lopes – Folha Max

Foto: Assessoria

O procurador regional eleitoral, Erich Raphael Masson, ingressou nesta terça-feira com pedido de inelegibilidade do ex-governador e candidato ao Senado pela coligação “Todos Somos Mato Grosso”, Pedro Taques (Solidariedade). O motivo para o pedido de impugnação é uma condenação imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) no último dia 8 de setembro por ato ilegal praticado por Taques enquanto governador do Estado relativo a eleição de 2018.

“Com efeito, infere-se da documentação anexa que o requerido possui condenação pela prática de conduta vedada a agentes públicos, diante da Representação aviada pelo Diretório Estadual do Partido Democrático Trabalhista em face do então Governador do Estado de Mato Grosso, José Pedro Gonçalves Taques”, diz trecho da representação.

De acordo com o órgão, Taques está inelegível por 8 anos a contar do pleito de 2018, quando concorreu à reeleição ao Palácio Paiaguás. Ou seja, para o procurador, o ex-governador não pode disputar uma eleição até 2026.