Boa tarde, Terça Feira 02 de Junho de 2020

Polícia

Um ano após estupro, jovem vai até acusado para se vingar e acaba presa

Sinop | 18 de Maio de 2020 as 15h 30min
Fonte: Geovanna Klaus

Uma jovem, de 18 anos, foi detida ao tentar fazer justiça com as próprias mãos em Sinop-MT. O caso aconteceu na última sexta-feira (15). Um homem acusado de estuprar a suspeita, também foi detido.

Segundo relatos da mulher ela foi estuprada pelo homem, em junho de 2019, dentro de um hotel, que fica localizado no centro da cidade. Na época, a vítima teria saído do município de Sorriso para vir a Sinop. Ao chegar na cidade, ela procurou um hotel para se hospedar. No primeiro dia ela conseguiu pagar, porém no segundo dia, ela estava sem dinheiro para custear as despesas. Foi quando ela resolveu pedir ajuda para um funcionário do estabelecimento. Depois da conversa, o homem acabou deixando ela dormi no mesmo quarto em que ficava.

Mas o momento de descanso se tornou um pesadelo. Ela contou a equipe de reportagem da Real TV que o homem que havia lhe ajudado, entrava e saía do quarto, frequentemente, durante a madrugada. Até que em uma das vezes, o abuso teve início. “Eu acordava a noite, ele passava a mão no meu corpo ou ele sentava na beirada da cama e fazia eu passar a mão no corpo dele. Uma vez ele tentou penetrar, só que eu falei que estava doendo e comecei chorar, aí ele simplesmente levantou e saiu.  Na última vez que ele entrou, eu acordei com ele beijando meu rosto, me acariciando”, contou a vítima.

No outro dia, a jovem resolveu procurar ajuda. Ela registrou o Boletim de Ocorrência e fez exames para comprovar o abuso. Mas na última sexta-feira (15), cerca de um ano após o ocorrido, ela resolveu se vingar, comprou uma faca e foi até ele para esfaqueá-lo.

No local, ela começou ameaçar o acusado mas logo a Polícia Militar foi acionada para atender o caso.

Com a chegada da guarnição a mulher foi detida. O acusado revelou que conheceu a jovem quando ela havia pedido ajuda mas não confessou o crime. Segundo o homem, ele apenas entrou no quarto para pegar dinheiro, mas negou ter feito algo com a vítima.

Os dois envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.