Bom dia, Segunda Feira 25 de Janeiro de 2021

Polícia

Idoso que matou esposa por não concordar com cama nova, ficará em prisão domiciliar

Severino Zanchin, de 89 anos, segue internado em um hospital particular da cidade

Justiça | 12 de Janeiro de 2021 as 16h 12min
Fonte: Redação com Portal Sorriso

A juíza Emanuelle Chiaradia Navarro Mano reanalisou o caso e concedeu prisão domiciliar ao acusado de matar a esposa e ferir a filha, Severino Zanchin, de 89 anos. Com isso, o acusado, após sair de um hospital particular onde segue internado, em Sorriso, irá para sua residência e deve usar tornozeleira eletrônica. 

Lucianda de Oliveira, de 75 anos, foi morta a facadas após discutir com o marido, no dia 2 de janeiro. Segundo familiares, ele não teria aceitado a compra de uma cama nova. 

A juíza Emanuelle decidiu conceder a prisão domiciliar, em virtude de o indiciado seguir internado em grave estado de saúde, bem como por ele fazer parte do grupo de risco da Covid-19. 

Após o acusado receber alta médica, ele será encaminhado para sua residência e só sairá caso precise de acompanhamento médico.

"Ele ainda fala muito baixo, não fala coisa com coisa, não deu para saber a real situação e real motivo dos fatos. Mas após ele receber alta, ele será encaminhado para acompanhamento psiquiátrico ou psicológico até para aferir se a causa do crime não foi um surto psicótico", disse o advogado do acusado.

Severino segue internado após uma lesão provocada por arma branca no abdômen.